14/06/19 Segurança de Redes # , , , , , , , , ,

Recentemente, conversas entre procuradores da Lava Jato foram hackeadas e divulgadas pelo jornal Intercept Brasil. Veja como é a falha de segurança no SS7!


Entenda o que é Signaling System nº7

O SS7, também conhecido como Signaling System 7, é um protocolo de sinalização telefônica usado pelo mundo todo, pois é um intermediário entre diferentes redes telefônicas. Criado em 1975, esse protocolo não possui proteção ou autenticação, facilitando a integração de quem quiser se conectar à rede.

Além disso, a sinalização SS7 permite que as conversas não sejam interrompidas mesmo a longas distâncias, porém, pesquisadores sempre alertaram para o risco de hackers na rede e a possibilidade de visualização da localização e intercepção às informações dos usuários, segundo o site O Analista.

Como evitar os ataques

Você pode se prevenir de ciberataques de várias formas em seu smartphone e, entre elas, está a instalação de um software de segurança que alertará qualquer movimento suspeito em seu celular.

Outra forma é fazer simples ajustes nas atualizações, além da autenticação de dois fatores para impedir acesso indevido às contas. Já a configuração de biometria impede acesso pessoalmente e fraudes no cartão SIM.

Não clicar em qualquer link suspeito também é essencial, seja de redes sociais ou SMS, pois podem direcionar para sites maliciosos que tentarão instalar malware no sistema.

Conte com a EW Info para sua maior segurança

Dessa forma, jamais deixe de atualizar seus dispositivos e lembre-se que o Brasil é o país que mais recebe ataques no geral. Os aplicativos WhatsApp e Telegram têm formas diferentes de criptografia, por isso, invista seu tempo em ler os termos de segurança, pois, a criptografia do Telegram, por exemplo, não impede a empresa de ter acesso ao conteúdo do dispositivo.

As falhas do SS7 são conhecidas há tempos, porém, seu uso por hackers para lucrar veio à tona atualmente. Proteção nunca é demais na era digital. Atualize-se e conte com a EW Info! Garantimos o melhor serviço em cibersegurança!

Gosta de nossos conteúdos? Então continue acompanhando!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
05/06/19 Segurança de Redes # , , , , , , , , , , ,

Conhecida como BlueKeep, a falha no sistema é considerada grave, pois dispensa a interação com a vítima para ser possível o ataque


O alerta da Microsoft

A empresa lançou o alerta e a atualização dos sistemas passíveis de infecção no começo de maio. O problema é tão grave que a Microsoft lançou um patch de segurança até para os sistemas que não possuem mais suporte da empresa e pede que os usuários atualizem seus sistemas com urgência, para não correrem risco de serem afetados por hackers.

Qual é a falha?

A falha de segurança é conhecida como BlueKeep e é uma brecha de segurança já corrigida pela Microsoft. Trata-se de uma vulnerabilidade que permite ataques cibernéticos em grande escala, pois proporciona multicanais virtuais para transporte de dados, além de permitir conexão remota e controle total de dispositivos que utilizam o Windows.

O que torna a falha tão perigosa é que o BlueKeep não precisa de um usuário autenticado para ter acesso ou de uma interação direta com o alvo, ou seja, a invasão pode ser feita sem qualquer interação com as vítimas. Sem falar que a falha permite que o ataque seja replicado pela rede.

O Windows 10 e o 8.1, no entanto, estão imunes à falha.

O que fazer para proteger-se

A empresa recomenda a atualização imediata dos sistemas e, por isso, lançou até atualizações extras, pois empresas já conseguiram explorar a falha por completo e, segundo elas, é questão de tempo para que hackers consigam fazer o mesmo.

Além disso, o ideal é migrar o quanto antes para sistemas mais atualizados, como o Windows 10, para não correr o risco de ser vítima devido à falta de atualização.

A EW Info pode te ajudar

Com experiência ampla e qualidade no serviço de segurança na área da tecnologia, a EW Info compreende a importância de estar sempre atualizada e recomenda o mesmo para seus clientes. A melhor maneira de utilizar a tecnologia de forma segura é manter-se atualizado!

Gosta de nossos conteúdos? Então continue se informando através de nossos artigos!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
24/05/19 Segurança de Redes # , , , , , , ,

Home office é uma das possibilidades que a tecnologia proporciona, mas faz com que os colaboradores saiam das redes de segurança das empresas


As facilidades da tecnologia

O avanço da tecnologia proporciona, hoje, que as pessoas trabalhem sem sair do conforto de suas casas. Que notícia maravilhosa para os introspectivos! Porém, essa facilidade demanda muito mais cuidado dos colaboradores.

Sabe por quê? Quando há a convergência das atividades profissionais e pessoais, os sistemas tendem a ficar mais vulneráveis a ataques cibernéticos e, por consequência, acontece a perda de informações importantes do colaborador ou da própria empresa.

Quais são os perigos

Os perigos não são só ao trabalhar em casa, empresas que usam o sistema em nuvem ou espaços no modelo coworking, também correm perigo. Carlos, gerente de engenharia de sistemas da Fortinet, em entrevista para O Povo Online, explica:

“É necessário tomar cuidado com o site que acessa, a informação que é enviada, por onde esse notebook circula. Se você não está protegido, é fácil que algum software seja instalado ou o computador sequestrado. Malwares podem roubar dados, inclusive senhas”

Além disso, as proteções antivírus não oferecem tanta segurança nos computadores pessoais quando comparamos a uma empresa pois os focos, na empresa, são dados específicos.

Os computadores pessoais, contudo, tendem a ser afetados por ransonware, que impossibilita o acesso às informações pessoais.

Como se proteger

Carlos também dá algumas dicas para se proteger de ataques:

– Usar o notebook corporativo quando for trabalhar em casa;

– Não usar este equipamento de trabalho para atividades pessoais;

– Manter antivírus e firewall atualizados;

– Para acessar um sistema corporativo, usar conexão criptografada VPN. Para evitar que usuários mal-intencionados tenham acesso às informações;

– Ter configuração correta das redes de conexão sem fio. Assim, se houver invasão, o ataque não se propaga. Uma empresa especializada em segurança de rede pode ajudar.

Estamos à disposição

A EW Info está sempre à disposição para proporcionar o melhor serviço em cibersegurança para os clientes! Se atente às nossas dicas e se proteja de ataques! Para qualquer dúvida ou serviço, entre em contato!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
16/05/19 Segurança de Redes # , , , , , , , ,

A vulnerabilidade permite que hackers acessem dados dos aparelhos afetados apenas com uma ligação, mesmo que ela não seja atendida.


Entenda a gravidade da situação

A falha de segurança encontrada no WhatsApp é perigosa, pois não necessita de nenhuma ação do receptor para que seu celular seja infectado pelos hackers com spyware e para que eles acessem dados dos telefones, afetando os sistemas operacionais.

Por isso, o especialista em tecnologia da FGV, Arthur Igreja, considera este o maior escândalo de falha de segurança do WhatsApp. O aplicativo, porém, resolveu o problema lançando uma atualização em menos de 10 dias do caso, mas não informou o número de usuários afetados pelo ataque.

O que dizem os especialistas

O Financial Times e o New York Times relacionaram o tipo do ataque com uma empresa sediada em Israel chamada NSO Group, acusada de ajudar a espionar ativistas e jornalistas no Oriente Médio, pois o ataque tem semelhança com outros desta empresa.

O próprio WhatsApp recomendou a atualização do aplicativo, que é utilizado por 1,5 bilhão de pessoas.

“WhatsApp incentiva as pessoas a baixar a versão mais recente do nosso aplicativo, bem como manter em dia o sistema operacional do seu telefone, para se proteger contra possíveis ataques de segurança que visam comprometer as informações armazenadas no aparelho”

Porta-voz da empresa

A EW Info está sempre alerta!

Este problema no WhatsApp não é o primeiro, confira nosso artigo de um caso com o mesmo APP que afetou os usuários. Estamos sempre atentos para ajudá-lo. Lembre-se: manter seus dispositivos atualizados é essencial para evitar ataques cibernéticos.

Conte a EW Info para sua segurança tecnológica! Estamos há anos no mercado e proporcionamos o melhor serviço com o suporte necessário para nossos clientes. Venha tomar um café conosco!

É interessado em tecnologia e gosta de nossos conteúdos? Continue acompanhando!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
10/05/19 Segurança de Redes # , , , , , ,

Ter cuidado com o uso da tecnologia atualmente é essencial em todos os momentos. Veja dicas de segurança doméstica!


O que é segurança doméstica na web

Fazer uma navegação segura ao usar a tecnologia é importante não só em empresas, mas também diariamente na convivência familiar. A segurança doméstica diz respeito ao uso seguro de aparelhos tecnológicos como telefone, smart TV, roteadores, além da navegação consciente na internet a fim de evitar invasões indesejadas nos aparelhos utilizados em casa.

Como fazer uma navegação segura

Hoje em dia é muito difícil imaginar uma casa sem televisão, telefone ou roteador de internet. Assim, fica cada vez mais fácil para hackers e invasores terem acesso aos bens alheios, pois toda tecnologia tem seus “pontos de entrada”.

Por isso, atente-se a medidas simples que você pode tomar para evitar invasões e danos nos aparelhos da sua casa e de sua família.

  1. Use senhas fortes e únicas
  2. Mantenha todo software atualizado
  3. Ative a criptografia de rede
  4. Mantenha o software do seu roteador atualizado
  5. Certifique-se de que você possui um bom firewall

 

A EW Info está sempre inovando pensando na sua segurança

Os casos de invasão domésticas através de aparelhos tecnológicos são muitos, pensando nisso, a EW Info criou um Pacote de Segurança Doméstica que oferece:

1) Varredura em todos os computadores / tablets / telefones que se comuniquem na rede doméstica em busca de malwares, vulnerabilidades e vírus;

2) Instalação de antivírus corporativo gerenciado pelo helpdesk da EW Informática;

3) Instalação de software de controle Parental e treinamento de uso;

4) Varredura nos roteadores atuais para verificação de patch de segurança e instalação;

5) Gerenciamento enterprise da rede wireless (Separação da rede visitantes e interna, política de bloqueio por erro de senhas);

6) Instalação de firewall corporativo contendo IPS (detecção intrusos) ativo para responder a ataques externos;

7) Controle de conteúdo contra sites phishing ou maliciosos, gerenciado pelo firewall;

8) Monitoramento de disponibilidade e qualidade dos links de internet.

Conte com a EW Info para ter a melhor experiência com tecnologia! E para se manter sempre atualizado, continue acompanhando nossos artigos!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
18/04/19 Segurança de Redes # , , , , , , , , , ,

Onde há tecnologia também há risco de ciberataque. A área da saúde não ficou para trás e é o novo alvo de cibercriminosos


A tecnologia em todos os setores

Pare agora e imagine a sua vida sem tecnologia. Praticamente impossível, não é? Com os avanços dessa técnica, ela passou a fazer parte de todos os setores da nossa vida e nos tornamos praticamente um só.

Ela está na nossa casa, nas escolas, supermercados, ruas, no trabalho e no lazer. Então por que não estaria cada vez mais na área da saúde?

 “A saúde é, definitivamente, um tema estratégico dentro da agenda empresarial”

Fabiana Salles, fundadora da Gesto, com atuação em corretagem de seguro-saúde baseada em ciência de dados.

 

Porém, quando permitimos a integração da tecnologia em algum setor, também entramos em contato com riscos antes inexistentes. O ataque cibernético é um exemplo.

Como os hackers se aproveitam disso?

Através da função wireless, hackers poderiam até induzir pacientes a uma overdose através de um modelo de bomba de insulina que podia ser controlado à distância. O risco maior, no entanto, é a invasão de criminosos nos sistemas digitais para falsificar dados, exames e roubar informações em benefício de empresas, seguradoras e agências reguladoras.

Assim, como nos acostumamos a guardar todas as nossas informações nas redes sociais, nos nossos aparelhos, na nuvem, enfim, acabamos produzindo ao longo da nossa vida 1 milhão de gigabytes de informação só de saúde, segundo uma matéria da Época Negócios.

Não deixe seu sistema vulnerável

O maior problema dos hospitais são os sistemas vulneráveis. Por serem antigas as maneiras de obter diagnósticos, os sistemas acabam sendo mais suscetíveis a pragas digitais. Além disso, como os equipamentos não têm um dono específico, acabam não tendo backups, outra atitude que corrobora para o serviço dos hackers.

Dessa maneira, fica fácil para os criminosos invadirem os sistemas e terem elementos para usar como “troca”. Saiba mais nesse artigo.

Conte com a EW Info

A falta de backups e manter sistemas antigos são as principais formas de “ajudar” cibercriminosos. Por isso, fique atento e cuide de suas informações. A EW Info está pronta para te ajudar a se livrar de qualquer ataque! Venha tomar um café conosco.

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
15/04/19 Segurança de Redes , Tecnologia # , , , , , , ,

Alguns cibercriminosos estão trocando as técnicas de ransonwares por criptografia para obterem maior lucro e passarem despercebidos


Não é de hoje que cibercriminosos priorizam as técnicas que vão lhes proporcionar maior lucro. Pensando assim, eles aumentaram o uso de técnicas de cibercrime, que está com maior potencial de efetividade. Então, encriptar computadores pra pedir resgate pelo desbloqueio ficou para trás. Os ataques continuam e de maneira mais fácil para eles: a mais nova ferramenta de ataque é o criptojacking.

O que é o criptojacking?

As moedas virtuais Bitcoins chegaram ao pico de quase US$ 20 mil em 2018. Aproveitando o poder do silêncio e facilidade da computação, os cibercriminosos aproveitam esse nicho para conseguir lucro sem muito esforço.

Criptojacking é uma forma de minerar moedas virtuais de forma perversa. Mineradores infectam sites e aplicativos e quando os usuários baixam algum arquivo ou o próprio aplicativo, o dispositivo começa automaticamente a minerar moedas virtuais para o cibercriminoso.

Geralmente, esses softwares de mineração não oferecem grandes danos aos dispositivos, mas consomem seus recursos, deixando o aparelho mais lento e com alto consumo de energia. Porém, um dispositivo infectado certamente pode abrir brechas para invasão de outros tipos de malware.

fonte: hackernoon

Como se proteger

Da mesma forma que em uma infecção por malware, existem alguns sinais que você pode identificar quando vítima pelo criptojacking. São eles:

  • Alto uso do processador no seu dispositivo
  • Tempos de resposta lentos ou incomumente lentos
  • Superaquecimento do seu dispositivo
  • Verificando o gerenciador de tarefas observa-se alto consumo de CPU em processo não reconhecido

Assim, para prevenir é necessário cuidado redobrado. Todos os computadores da empresa precisam ter antivírus, os profissionais da TI devem fornecer senhas apenas para quem precisa de acesso, além disso, o processo de verificação de dois fatores é importante em serviços que serão acessados externamente.

Mantenha os sistemas atualizados, desligue os serviços inativos, tenha sites de bloqueio para proteger sua empresa e seus clientes. Todo cuidado é pouco pois com o constante aumento no preço das criptomoedas, a tendência é que mais hackers entrem na moda do criptojacking. Entre em contato com a EW Info e tire todas as dúvidas.

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
08/04/19 Segurança de Redes # , , , , , , ,

A mobilidade atual possibilita que o malware seja mais forte e assertivo do que antes e requer mais cuidados dos usuários


O que é o malware

Malware é um programa de computador destinado a infiltrar-se em computadores alheios de maneira ilícita. Tem o objetivo de causar danos, alterações ou roubar informações, além de contaminar o computador de maneira disfarçada, muitas vezes dentro de arquivos.

Por que ele está mais forte?

As últimas notícias a respeito do malware são preocupantes, segundo os pesquisadores da Kaspersky Lab, ele está mais eficaz e perigoso pois “a quantidade de malware diminuiu, o que levou os especialistas à conclusão de que as ameaças móveis se tornaram mais eficazes e impactantes”.

Além disso, a adoção do celular no ambiente de trabalho também é algo que chama a atenção dos cibercriminosos, o ‘mundo’ móvel não tem as mesmas proteções que os computadores fixos e eles sabem disso. Ou seja, os canais pelos quais são entregues o malware são fundamentais para o sucesso.

“Em 2018, os usuários de dispositivos móveis enfrentaram o que poderia ter sido o ataque mais violento de cibercriminosos já visto. Ao longo do ano, observamos novas técnicas de infecção para dispositivos móveis, como o sequestro de DNS, juntamente com um foco maior em esquemas de distribuição aprimorados, como o spam por SMS. Essa tendência demonstra a necessidade crescente de soluções de segurança para proteger os usuários nos dispositivos móveis.”

 Viсtor Chebyshev, especialista em segurança da Kaspersky Lab.

Alguns passos para se proteger

Para evitar esse tipo de ataque, é recomendado:

. Instalar apenas aplicativos das lojas oficiais como Google Play ou App Store;

. Não quebre as restrições do dispositivo pois isso pode abrir portas para cibercriminosos;

. Instale as atualizações do sistema e de aplicativos, pois isso corrige vulnerabilidades;

. Bloqueie a instalação de programas de origem desconhecida.

Conte sempre com a gente!

Para todo tipo de cibersegurança, a EW Info está à disposição para atender os clientes da melhor forma! Entre em contato!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
29/03/19 Segurança de Redes # , , , , ,

Com a conexão cada vez maior entre usuário e dispositivos, fica mais fácil que os ataques por hackers cheguem até os usuários


Carro, geladeira, ar-condicionado, porta, alarme, cafeteira. Hoje em dia a internet está em tudo e não só as pessoas estão conectadas, como os móveis também. E melhor: facilitam o cotidiano dos proprietários, que não precisam fazer nem metade dos afazeres de antes, pois seus móveis fazem por eles!

A Internet das coisas (IoT), no entanto, por estar presente na maior parte da vida dos usuários, está sendo um alvo constante de hackers, já que a atualização de todos os dispositivos acaba sendo uma tarefa trabalhosa e deixa usuários vulneráveis.

O alvo está cada vez mais fácil

Com o aumento da conexão dos usuários, aumentaram as “portas” para acesso à privacidade. Assim, mesmo com toda a tecnologia wi-fi, firewall, antivírus e senhas complexas e biométricas, será que estamos realmente seguros?

Portanto, se abrimos canais para os invasores entrarem em casa, não há garantias completas de proteção. Sivan Rauscher, co-fundador e CEO da SAM, uma empresa de segurança de rede, diz que a maior parte dos dispositivos não possuem uma camada de autenticação tão profunda, então, eles podem ser facilmente acessados – até por quem o usuário não quer.

A empresa vem relatando muitos ataques repetitivos, principalmente de phishing, pois são fáceis de fazer e podem ser enviados para várias pessoas de uma só vez. E é claro que os hackers sabem disso, pois prezam sempre pela quantidade de pessoas afetadas e não por alvos específicos.

O phishing e o ransomware são uma maneira de atrair o usuário final a pressionar algo e simplesmente extrair dados e sua conta bancária.

Sivan Rauscher

Cuidado nunca é demais

Com o avanço da tecnologia e as facilidades que a conectividade oferece, é quase impossível controlar o impulso de adotar tudo o que o IoT oferece, mas lembre-se de ter prudência. Assim, quanto mais conectado, mais informações pessoais estão disponíveis na rede.

 

Conte sempre com a EW Info! Quando se fala em segurança da informação, se fala em EW.

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
21/03/19 Segurança de Redes , Tecnologia # , , , ,

Há inúmeras maneiras de invadir a privacidade de usuários e aplicar golpes hoje em dia, veja se seu WhatsApp foi clonado e como proteger suas informações


Entenda o caso

Em 2018, mais de 5 mil pessoas foram vítimas de ataques no WhatsApp.

O aplicativo de mensagens é, atualmente, o meio de comunicação mais usado pelos brasileiros. Muitas vezes, sendo alternativa para ligações, por ter recursos como áudio e até chamada por câmera. É o canal mais pessoal para envio de mensagens hoje.

Assim, ele se torna alvo fácil para criminosos que, ao clonarem o número de alguns usuários, mandam mensagens para amigos e familiares das vítimas pedindo dinheiro, tendo poucas chances de recusa já que, quem vai imaginar que alguém terá acesso a um aplicativo tão pessoal do celular?

Como descobrir se seu WhatsApp foi clonado

É muito difícil usar o mesmo número do WhatsApp simultaneamente, por isso, de certa forma é fácil perceber se seu número foi clonado. Se alguém conseguiu acesso ao seu número e clonou sua conta, instantaneamente uma mensagem aparecerá em seu aparelho informando que o seu número está sendo usado em outro lugar.

Essa mensagem pede a verificação do aparelho. Ao clicar em ‘Confirmar’ e verificar seu número, sua conta será ativada novamente em seu celular.

Outra forma de perceber a clonagem é ficar atento a qualquer movimentação estranha nas mensagens, como: áudios que você não ouviu que constam como visualizados, alguma mensagem que você não enviou, enfim, comandos não executados por você. Embora esses acontecimentos possam ser bugs pontuais no aplicativo, a frequência desses episódios não é normal.

O que pode acontecer também, é que o WhatsApp Web esteja sendo usado em outro computador, então vale “sair de todos os computadores” para ver se o problema é resolvido.

Como se proteger

Para evitar que seu WhatsApp seja clonado, você pode fazer a verificação em duas etapas seguindo os passos abaixo:

Configurações > Conta > Verificações em duas etapas > Ativar

Depois, é só definir uma senha de 6 dígitos que você se lembre para confirmar o login.

Endereço de e-mail para recuperação do acesso > Salvar > Concluído

Além disso, se você achar que suas mensagens estão em risco, é recomendado apagar todo o histórico de mensagens. E para evitar que qualquer pessoa possa ter acesso a partir de um computador, desconecte desse dispositivo.

Se mesmo assim você ainda não estiver confiante, apague o aplicativo e instale novamente, assim ele pedirá o código de verificação.

Gosta de nossos conteúdos? A EW Info oferece o melhor serviço de cibersegurança! Para qualquer problema, entre em contato com a gente!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
Matérias recentes