18/04/19 Segurança de Redes # , , , , , , , , , ,

Onde há tecnologia também há risco de ciberataque. A área da saúde não ficou para trás e é o novo alvo de cibercriminosos


A tecnologia em todos os setores

Pare agora e imagine a sua vida sem tecnologia. Praticamente impossível, não é? Com os avanços dessa técnica, ela passou a fazer parte de todos os setores da nossa vida e nos tornamos praticamente um só.

Ela está na nossa casa, nas escolas, supermercados, ruas, no trabalho e no lazer. Então por que não estaria cada vez mais na área da saúde?

 “A saúde é, definitivamente, um tema estratégico dentro da agenda empresarial”

Fabiana Salles, fundadora da Gesto, com atuação em corretagem de seguro-saúde baseada em ciência de dados.

 

Porém, quando permitimos a integração da tecnologia em algum setor, também entramos em contato com riscos antes inexistentes. O ataque cibernético é um exemplo.

Como os hackers se aproveitam disso?

Através da função wireless, hackers poderiam até induzir pacientes a uma overdose através de um modelo de bomba de insulina que podia ser controlado à distância. O risco maior, no entanto, é a invasão de criminosos nos sistemas digitais para falsificar dados, exames e roubar informações em benefício de empresas, seguradoras e agências reguladoras.

Assim, como nos acostumamos a guardar todas as nossas informações nas redes sociais, nos nossos aparelhos, na nuvem, enfim, acabamos produzindo ao longo da nossa vida 1 milhão de gigabytes de informação só de saúde, segundo uma matéria da Época Negócios.

Não deixe seu sistema vulnerável

O maior problema dos hospitais são os sistemas vulneráveis. Por serem antigas as maneiras de obter diagnósticos, os sistemas acabam sendo mais suscetíveis a pragas digitais. Além disso, como os equipamentos não têm um dono específico, acabam não tendo backups, outra atitude que corrobora para o serviço dos hackers.

Dessa maneira, fica fácil para os criminosos invadirem os sistemas e terem elementos para usar como “troca”. Saiba mais nesse artigo.

Conte com a EW Info

A falta de backups e manter sistemas antigos são as principais formas de “ajudar” cibercriminosos. Por isso, fique atento e cuide de suas informações. A EW Info está pronta para te ajudar a se livrar de qualquer ataque! Venha tomar um café conosco.

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
15/04/19 Segurança de Redes , Tecnologia # , , , , , , ,

Alguns cibercriminosos estão trocando as técnicas de ransonwares por criptografia para obterem maior lucro e passarem despercebidos


Não é de hoje que cibercriminosos priorizam as técnicas que vão lhes proporcionar maior lucro. Pensando assim, eles aumentaram o uso de técnicas de cibercrime, que está com maior potencial de efetividade. Então, encriptar computadores pra pedir resgate pelo desbloqueio ficou para trás. Os ataques continuam e de maneira mais fácil para eles: a mais nova ferramenta de ataque é o criptojacking.

O que é o criptojacking?

As moedas virtuais Bitcoins chegaram ao pico de quase US$ 20 mil em 2018. Aproveitando o poder do silêncio e facilidade da computação, os cibercriminosos aproveitam esse nicho para conseguir lucro sem muito esforço.

Criptojacking é uma forma de minerar moedas virtuais de forma perversa. Mineradores infectam sites e aplicativos e quando os usuários baixam algum arquivo ou o próprio aplicativo, o dispositivo começa automaticamente a minerar moedas virtuais para o cibercriminoso.

Geralmente, esses softwares de mineração não oferecem grandes danos aos dispositivos, mas consomem seus recursos, deixando o aparelho mais lento e com alto consumo de energia. Porém, um dispositivo infectado certamente pode abrir brechas para invasão de outros tipos de malware.

fonte: hackernoon

Como se proteger

Da mesma forma que em uma infecção por malware, existem alguns sinais que você pode identificar quando vítima pelo criptojacking. São eles:

  • Alto uso do processador no seu dispositivo
  • Tempos de resposta lentos ou incomumente lentos
  • Superaquecimento do seu dispositivo
  • Verificando o gerenciador de tarefas observa-se alto consumo de CPU em processo não reconhecido

Assim, para prevenir é necessário cuidado redobrado. Todos os computadores da empresa precisam ter antivírus, os profissionais da TI devem fornecer senhas apenas para quem precisa de acesso, além disso, o processo de verificação de dois fatores é importante em serviços que serão acessados externamente.

Mantenha os sistemas atualizados, desligue os serviços inativos, tenha sites de bloqueio para proteger sua empresa e seus clientes. Todo cuidado é pouco pois com o constante aumento no preço das criptomoedas, a tendência é que mais hackers entrem na moda do criptojacking. Entre em contato com a EW Info e tire todas as dúvidas.

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
08/04/19 Segurança de Redes # , , , , , , ,

A mobilidade atual possibilita que o malware seja mais forte e assertivo do que antes e requer mais cuidados dos usuários


O que é o malware

Malware é um programa de computador destinado a infiltrar-se em computadores alheios de maneira ilícita. Tem o objetivo de causar danos, alterações ou roubar informações, além de contaminar o computador de maneira disfarçada, muitas vezes dentro de arquivos.

Por que ele está mais forte?

As últimas notícias a respeito do malware são preocupantes, segundo os pesquisadores da Kaspersky Lab, ele está mais eficaz e perigoso pois “a quantidade de malware diminuiu, o que levou os especialistas à conclusão de que as ameaças móveis se tornaram mais eficazes e impactantes”.

Além disso, a adoção do celular no ambiente de trabalho também é algo que chama a atenção dos cibercriminosos, o ‘mundo’ móvel não tem as mesmas proteções que os computadores fixos e eles sabem disso. Ou seja, os canais pelos quais são entregues o malware são fundamentais para o sucesso.

“Em 2018, os usuários de dispositivos móveis enfrentaram o que poderia ter sido o ataque mais violento de cibercriminosos já visto. Ao longo do ano, observamos novas técnicas de infecção para dispositivos móveis, como o sequestro de DNS, juntamente com um foco maior em esquemas de distribuição aprimorados, como o spam por SMS. Essa tendência demonstra a necessidade crescente de soluções de segurança para proteger os usuários nos dispositivos móveis.”

 Viсtor Chebyshev, especialista em segurança da Kaspersky Lab.

Alguns passos para se proteger

Para evitar esse tipo de ataque, é recomendado:

. Instalar apenas aplicativos das lojas oficiais como Google Play ou App Store;

. Não quebre as restrições do dispositivo pois isso pode abrir portas para cibercriminosos;

. Instale as atualizações do sistema e de aplicativos, pois isso corrige vulnerabilidades;

. Bloqueie a instalação de programas de origem desconhecida.

Conte sempre com a gente!

Para todo tipo de cibersegurança, a EW Info está à disposição para atender os clientes da melhor forma! Entre em contato!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
29/03/19 Segurança de Redes # , , , , ,

Com a conexão cada vez maior entre usuário e dispositivos, fica mais fácil que os ataques por hackers cheguem até os usuários


Carro, geladeira, ar-condicionado, porta, alarme, cafeteira. Hoje em dia a internet está em tudo e não só as pessoas estão conectadas, como os móveis também. E melhor: facilitam o cotidiano dos proprietários, que não precisam fazer nem metade dos afazeres de antes, pois seus móveis fazem por eles!

A Internet das coisas (IoT), no entanto, por estar presente na maior parte da vida dos usuários, está sendo um alvo constante de hackers, já que a atualização de todos os dispositivos acaba sendo uma tarefa trabalhosa e deixa usuários vulneráveis.

O alvo está cada vez mais fácil

Com o aumento da conexão dos usuários, aumentaram as “portas” para acesso à privacidade. Assim, mesmo com toda a tecnologia wi-fi, firewall, antivírus e senhas complexas e biométricas, será que estamos realmente seguros?

Portanto, se abrimos canais para os invasores entrarem em casa, não há garantias completas de proteção. Sivan Rauscher, co-fundador e CEO da SAM, uma empresa de segurança de rede, diz que a maior parte dos dispositivos não possuem uma camada de autenticação tão profunda, então, eles podem ser facilmente acessados – até por quem o usuário não quer.

A empresa vem relatando muitos ataques repetitivos, principalmente de phishing, pois são fáceis de fazer e podem ser enviados para várias pessoas de uma só vez. E é claro que os hackers sabem disso, pois prezam sempre pela quantidade de pessoas afetadas e não por alvos específicos.

O phishing e o ransomware são uma maneira de atrair o usuário final a pressionar algo e simplesmente extrair dados e sua conta bancária.

Sivan Rauscher

Cuidado nunca é demais

Com o avanço da tecnologia e as facilidades que a conectividade oferece, é quase impossível controlar o impulso de adotar tudo o que o IoT oferece, mas lembre-se de ter prudência. Assim, quanto mais conectado, mais informações pessoais estão disponíveis na rede.

 

Conte sempre com a EW Info! Quando se fala em segurança da informação, se fala em EW.

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
21/03/19 Segurança de Redes , Tecnologia # , , , ,

Há inúmeras maneiras de invadir a privacidade de usuários e aplicar golpes hoje em dia, veja se seu WhatsApp foi clonado e como proteger suas informações


Entenda o caso

Em 2018, mais de 5 mil pessoas foram vítimas de ataques no WhatsApp.

O aplicativo de mensagens é, atualmente, o meio de comunicação mais usado pelos brasileiros. Muitas vezes, sendo alternativa para ligações, por ter recursos como áudio e até chamada por câmera. É o canal mais pessoal para envio de mensagens hoje.

Assim, ele se torna alvo fácil para criminosos que, ao clonarem o número de alguns usuários, mandam mensagens para amigos e familiares das vítimas pedindo dinheiro, tendo poucas chances de recusa já que, quem vai imaginar que alguém terá acesso a um aplicativo tão pessoal do celular?

Como descobrir se seu WhatsApp foi clonado

É muito difícil usar o mesmo número do WhatsApp simultaneamente, por isso, de certa forma é fácil perceber se seu número foi clonado. Se alguém conseguiu acesso ao seu número e clonou sua conta, instantaneamente uma mensagem aparecerá em seu aparelho informando que o seu número está sendo usado em outro lugar.

Essa mensagem pede a verificação do aparelho. Ao clicar em ‘Confirmar’ e verificar seu número, sua conta será ativada novamente em seu celular.

Outra forma de perceber a clonagem é ficar atento a qualquer movimentação estranha nas mensagens, como: áudios que você não ouviu que constam como visualizados, alguma mensagem que você não enviou, enfim, comandos não executados por você. Embora esses acontecimentos possam ser bugs pontuais no aplicativo, a frequência desses episódios não é normal.

O que pode acontecer também, é que o WhatsApp Web esteja sendo usado em outro computador, então vale “sair de todos os computadores” para ver se o problema é resolvido.

Como se proteger

Para evitar que seu WhatsApp seja clonado, você pode fazer a verificação em duas etapas seguindo os passos abaixo:

Configurações > Conta > Verificações em duas etapas > Ativar

Depois, é só definir uma senha de 6 dígitos que você se lembre para confirmar o login.

Endereço de e-mail para recuperação do acesso > Salvar > Concluído

Além disso, se você achar que suas mensagens estão em risco, é recomendado apagar todo o histórico de mensagens. E para evitar que qualquer pessoa possa ter acesso a partir de um computador, desconecte desse dispositivo.

Se mesmo assim você ainda não estiver confiante, apague o aplicativo e instale novamente, assim ele pedirá o código de verificação.

Gosta de nossos conteúdos? A EW Info oferece o melhor serviço de cibersegurança! Para qualquer problema, entre em contato com a gente!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
18/03/19 Segurança de Redes , Suporte Redes # , , , , , , ,

De acordo com um estudo feito pela empresa Symantec, Brasil é o terceiro país que mais recebe spam e bots em escala global


A 24º edição do Internet Security Threat Report (ISTR), relatório que analisa a cibersegurança pelo mundo constatou que o Brasil se encontra em terceiro lugar entre os países que mais recebem spam e bots pelo planeta. Além disso, o país subiu em posições como ataques por malware (11º), por pishing (9º), por criptomineradores (5º) e ransomware (4º).

O Brasil já se posicionava em 3º lugar na colocação global de spam e manteve seu posto, ficando atrás de Estados Unidos, China e Índia. E subiu para 3º lugar na categoria de ataque por bots, entre 157 países analisados pelo ISTR (Internet Security Threat Report). Na América Latina, está em primeiro lugar na posição de ataques globais.

Os ataques não param de crescer

O formjacking é um tipo de ataque muito comum que vem crescendo atualmente e o Brasil já está na oitava posição. Trata-se de um ataque simples: criminosos injetam um código capcioso em sites de lojas com o objetivo de roubar informações dos cartões de compras dos clientes. Entre 3,7 milhões de ameaças bloqueadas no mundo pela Symantec, 3,1% foram feitas no Brasil.

No entanto, com a utilização de aplicativos de rastreamento, o recurso de FaceTime da Apple e as coletas de informações pessoais através de redes socias como o Facebook, a privacidade do internauta ficou evidenciada no ano passado. Por isso, a tendência é que as empresas comecem a se preocupar com a acessibilidade dessas informações.

O ISTR da Symantec acompanha a probabilidade de ameaças e seus fluxos, as tendências de cibercriminosos e o que os motivam, em escala global.

Não deixe sua segurança para depois

A EW Info é especializada em serviços de cibersegurança, desenvolvendo soluções seguras, rápidas e estáveis para as mais diversas áreas, com uma equipe certificada pelos principais fabricantes.

Se prevenir é o melhor negócio!

Quer se manter informado sobre o mundo da tecnologia? Continue acompanhando nossos artigos! Aqui, você está sempre em primeiro lugar no nosso ranking!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
12/03/19 Segurança de Redes # , , , , ,

O fluxo de trabalho atual passa por muitas transações em pouco tempo, por isso damos dicas para navegar com segurança na web!


A correria do cotidiano nos deixa descuidados, não é mesmo? Como a internet está presente na maior parte do tempo em nossa vida, é comum esquecer os perigos que ela oferece. Porém, é importante ficar atento quanto aos riscos e armadilhas para que consiga navegar com segurança na web.

Por isso, vamos te apresentar algumas dicas para trabalhar tranquilo e com segurança:

Preste atenção ao fazer download de arquivos

O armazenamento online de arquivos é uma maneira super fácil e também a mais comum de hospedar vírus em seu computador. Por isso, é de extrema importância que ao fazer o download de arquivos, o internauta cheque se o site é confiável, se o remetente é conhecido.

O e-mail requer atenção redobrada

À primeira vista, e-mails falsos dão a impressão de serem reais. Podem oferecer algum produto, conter links que encaminham para páginas falsas, que podem solicitar informações ou formas de pagamento, e podem também conter um vírus. De inúmeras formas, os hackers podem conseguir acesso aos dados pessoais das vítimas.

Não instale softwares suspeitos, mesmo os plug-ins

É muito tentador baixar plug-ins de browsers, pois é uma forma simples de baixar funções para potencializar o seu navegador, para baixar vídeos do YouTube ou até adicionar feeds de redes sociais para “otimizar” o tempo e se manter conectado.

Entretanto, há diversas extensões maliciosas afim de roubar dados na web. Veja se está bem avaliado pelos usuários, se você conhece o nome da empresa e pense duas vezes se a ferramenta for gratuita, navegue com segurança!

Atualize e atualize mais!

Não é tão prático e com a correria é comum pensar “outro dia eu faço”, mas atualizar seu sistema operacional é a única forma de garantir que seu computador receba os últimos pacotes de dados que as empresas oferecem e, assim, ficar cada vez mais “armado” contra os vírus.

Dessa forma, você pode trabalhar tranquilo! Segurança vem em primeiro lugar e isso nós da EW Info entendemos. Estamos há anos no mercado oferecendo segurança em web para nossos clientes!

Quer se manter atualizado? Continue acompanhando nossos artigos! Lembre-se: a atualização é imprescindível!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
01/03/19 Segurança de Redes # , , , , , , ,

O novo ransomware conhecido como Cr1ptT0r aloca equipamentos de armazenamento conectados à rede para criptografar todos os dados contidos neles


O mais novo ransomware encontrado é mais suscetível a atacar firmwares mais antigos, pois estes são mais vulneráveis por terem muitos bugs e estarem desatualizados. Além disso, algumas vítimas do ataque confirmaram que possuíam firmwares mais antigos em suas máquinas e que seu dispositivo foi exposto à internet no momento de ataque.

O Cr1ptT0r aloca dois arquivos de texto simples no computador infectado. O primeiro é denominado “_FILES_ENCRYPTED_README.txt”, que informa a vítima como obter mais detalhes sobre o que ocorreu e como chegar aos operadores de ransomware para pagar o resgate e, em troca, receber a chave de criptografia do arquivo.

O outro é o “_cr1ptt0r_support.txt”. Ele armazena o endereço de um site na rede Tor e serve como um suporte para as vítimas caso estejam perdidas sobre o que fazer, pois os membros dizem que a finalidade é apenas serem pagos. Dessa forma, eles alegam que as URLs e os endereços de IP não são registrados, porém, não há como ter certeza dessa afirmação.

A nota de resgate oferece para a vítima um sistema de decodificação Cr1ptT0r, que contém os mesmos detalhes de contato e as etapas para obter as chaves de desbloqueio.

Alternativas para desbloquear

Existem chaves para desbloqueio que são vendidas na internet pelo OpenBazaar. Além disso, há a opção de pagar menos pela descriptografia de um arquivo individual. O custo é de US$ 19,99 e a vítima precisa enviar o arquivo criptografado para ser devolvido descriptografado.

O Cr1pT0r no futuro

O Cr1pT0r é um ransomware novo no mercado, mas parece que não vai desaparecer tão cedo. Ele é feito para sistemas Linux, com foco em dispositivos embarcados, mas também pode ser adaptado ao Windows – segundo o fabricante.

O objetivo é sempre o mesmo: ganhar dinheiro. De forma que mesmo que o malware não seja tão conhecido atualmente, isso não impede dele se tornar uma ameaça desagradável. Veja mais nesse artigo.

Prevenir esse tipo de acontecimento é essencial! Por isso, mantenha-se informado e não deixe de acompanhar nossos artigos. A EW Info está há anos no mercado oferecendo soluções e segurança para redes!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
22/02/19 Segurança de Redes # , , , , , , ,

Saiba mais sobre quais as atitudes dos seus colaboradores que oferecem riscos para a segurança das informações dos negócios


Ameaças internas nem sempre são propositais

Alguns colaboradores vazam informações intencionalmente com intuito de agir contra a corporação, porém, a maioria deles comete erros por descuido ou negligência em relação às regras. Quando o trabalho é repetitivo, diário e urgente (quando não é, certo?) diminui o cuidado no cumprimento de medidas preventivas, sempre com a ideia de que nada vai acontecer.

Assim, os colaboradores acabam usando programas não liberados pela TI da empresa, baixando arquivos não verificados, entrando em páginas inseguras e, uma hora ou outra, comprometem os ativos corporativos. Essa situação é difícil de identificar ou prevenir, já que as atitudes não são intencionais. Essa falta de controle coloca em risco a segurança de dados.

Como eliminar vulnerabilidades

A primeira medida é restringir os dados apenas para os profissionais que precisam deles para exercer seu cargo. Assim, programas específicos vão rodar em suas máquinas para protegê-las de eventuais perdas, essa medida também evita o trabalho de instalar todos os programas em todos os computadores.

É importante também fazer backups periódicos e atualizar esses sistemas de proteção, além de ser uma medida de segurança, melhora a performance da máquina e agiliza o trabalho.

Qual é a medida principal?

O principal a fazer nesses casos, é treinar os colaboradores. Além disso, quanto mais valiosos forem os dados, mais protegidos devem ser. Faça esse estudo. Os colaboradores devem ter ciência disso também, é da responsabilidade de cada um proteger as informações.

De forma personalizada, cada empresa deve ter um diagnóstico específico para sua segurança de acordo com sua forma de trabalho, entender os fluxos da receita ajuda a ver “o que deve ser protegido”.

Ademais, é importante treinar o olhar dos colaboradores para não acionarem o malware, por exemplo. Aqui tem dicas de como se prevenir de ataques de phishing e manter a segurança de dados.

Confie em quem entende

Então, confie na EW Info para manter sua empresa em segurança! Nós estamos há anos no mercado oferecendo segurança e solução em redes! Continue acompanhando nossos artigos para se manter atualizado!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
15/02/19 Segurança de Redes # , , , , , ,

Fique atento para não ser a próxima vítima do golpe e avise as pessoas próximas. As doações para Brumadinho não são mais necessárias!


Em meio ao crime cometido em Brumadinho pela empresa Vale, oportunistas usam o WhatsApp para aplicar golpes em pessoas sensibilizadas pelo caso, e não apenas de uma maneira.

Correm pelo WhatsApp correntes com contas fakes pedindo doações para as vítimas com links que direcionam para páginas de depósitos falsas, que simulam as de órgãos oficiais do Estado Federal, enganando pessoas desatentas.

Diante de qualquer dúvida, as pessoas devem entrar no site da Defesa Civil de Minas Gerais. Se houve algo oficial neste sentido, lá será publicado. No restante, é um golpe sendo aplicado. Infelizmente, há pessoas que aproveitam essas situações para angariar algum tipo de benefício.

 Major Flávio Santiago, porta-voz da PM

As mensagens solicitam que a vítima compartilhe a mensagem a fim de “ajudar mais pessoas” em Brumadinho, o que gera um golpe em massa. Então, é importante não repassar qualquer mensagem desse tipo sem ter a confirmação de que a fonte pedinte é oficial.

Além disso, um outro tipo de falso anúncio circula pelo WhatsApp anunciando que a prefeitura está contratando profissionais da área da saúde. O objetivo deste, é conseguir dados pessoais das vítimas para aplicar um novo golpe.

O Ministério da Saúde emitiu o seguinte comunicado:

A prefeitura de Brumadinho não está contratando profissionais de saúde e nem mesmo recebendo doações em dinheiro. As informações que estão circulando nas redes sociais são falsas!

Fique atento a casos similares que circulam pela internet. Preste atenção ao que compartilha, cheque as fontes das informações e mantenha-se atualizado! É muito importante ajudar quem precisa, mas de maneira cautelosa. Até porque, já ocorreram outros crimes desse tipo pelo WhatsApp.

Não deixe de acompanhar nossos conteúdos. Estamos há mais de 15 anos no mercado preparados para atender nossos clientes da melhor forma!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
Matérias recentes