02/08/19 Serviços em TI , Suporte Redes # , , , , , , , , ,

Minecraft, GTA e The Sims são alguns dos videojogos online que estão sendo utilizados para propagar malware. Fique sempre atento!


Por que isso acontece?

O mercado de games é um dos mais promissores do mundo. Em 2018, o Brasil já possuía o terceiro maior mercado de jogadores, resultando em mais de 60 milhões de pessoas, segundo organizador da BGS. Com esse número é possível presumir o potencial de crescimento do mercado de games e os hackers perceberam esses números também.

Além disso, a maioria dos videojogos atualmente está disponível em plataformas digitais que não são capazes de identificar se o arquivo de jogo é legítimo ou possui algum malware disfarçado, facilitando o ataque de hackers.

Sem falar que, por se tratar de uma área de entretenimento, as pessoas costumam estar menos alertas quanto a esse tipo de ataque, pois estão mais relaxadas, em seu momento de lazer e não se preocupam tanto em tomar cuidado com os ciberataques.

Como é o ataque hacker em games

O malware é instalado numa cópia falsa de jogo online. O hacker utiliza da marca do jogo para camuflar o vírus e, ao baixar o suposto jogo, o usuário é infectado por malware. Outra forma de ataque é quando os hackers tentam persuadir as vítimas a descarregarem ficheiros maliciosos, fazendo esses ficheiros se passarem por jogos ainda em pré-lançamento.

Como evitar esse tipo de ataque

Para prevenir o ataque de malware é recomendado dar preferência para páginas e conteúdos originais, evitar plataformas que não são de confiança ou pareçam ter conteúdo suspeito, além de sempre regular os dispositivos que utilizam para jogar e instalar dispositivos de segurança.

A EW Info está há anos no mercado oferecendo o melhor serviço em segurança da informação para que você possa ter uma navegação segura! Entre em contato para saber mais sobre os nossos serviços!

E se você gosta de nossos artigos, continue acompanhando!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
26/07/19 Serviços em TI , Suporte Redes # , , , , , ,

Três VPNs corporativas foram identificadas com falhas de segurança por pesquisadores da Devcore e isso pode colocar sua empresa em risco.


O que é a rede VPN

VPN é uma Rede Virtual Particular (Virtual Private Network) que tem por objetivo conectar computadores através de uma rede pública de maneira mais barata e viável do que comprar equipamentos wireless, usar cabo de rede ou pegar uma linha privada.

Essa rede é muito utilizada por empresas cujos colaboradores têm liberdade para trabalhar de casa ou viajam com frequência, por exemplo. É então, uma espécie de firewall que ao invés de proteger o computador, mantém os dados seguros enquanto trafega pela rede.

Porém, é importante lembrar que esse “caminho” é como uma rota alternativa criada por outras empresas então nem sempre é a opção mais segura.

Porque as falhas de segurança podem afetar empresas

A falhas foram encontradas em mais de uma grande empresa corporativa popular que fornece VPN. Assim, outras empresas que utilizam essas redes podem ser prejudicadas. A Uber é uma delas. Os pesquisadores afirmaram que 22 servidores da empresa utilizam a versão do produto GlobalProtect que possui falhas de segurança.

Saiba como se proteger

Os especialistas não especificaram quais são as redes danificadas, mas o cuidado é sempre válido. Não espere essas empresas investirem em atualizações para se proteger, mantenha atualizados seus servidores, softwares e redes de internet.

A própria empresa dona da rede VPN, Palo Alto, alerta os usuários da vulnerabilidade e aconselha a todos que façam atualizações. Já a Pulse Secure diz que lançou um pach em Abril atualizado para conter essa fragilidade.

A EW Info é especialista em segurança da tecnologia!

Há anos no mercado se especializando e sendo referência em segurança em tecnologia, a EW Info pode te ajudar com atualizações e quaisquer dúvidas a respeito de vulnerabilidades de rede. Entre em contato!

E se você gosta de nossos artigos, continue acompanhando!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
19/07/19 Novidades , Serviços em TI , Suporte Redes # , , , , , ,

Algumas indicações feitas por pesquisadores para proteger empresas são ignoradas por CEOs e podem colocar o negócio em risco


Por que as empresas podem estar em risco?

A empresa de segurança cibernética, RedSeal, levantou uma pesquisa com CEOs e outros executivos em conjunto com profissionais da TI e descobriu que os funcionários de cargos altos de empresas negligenciam e/ou não tem conhecimento em segurança cibernética e acabam facilitando ataques e roubos de dados.

Além disso, a pesquisa revela que os planos de cibersegurança feitos pelos profissionais da informática das empresas são eficazes, porém, 54% desses profissionais acreditam que os CEOs ignoram esses planos. Assim, por não entenderem a importância da segurança cibernética, esses executivos acabam “abrindo portas” para hackers e ataques cibernéticos sem saber.

Medidas de cibersegurança para empresas

Veja algumas ações que você pode adotar agora para assegurar a cibersegurança da sua empresa de maneira simples e que farão toda a diferença:

– Backup frequente;

– Investir em um bom antivírus;

– Fazer um plano de respostas a incidentes;

– Ter assinatura digital;

– Criptografia.

Lembre-se de que se precaver e manter sistemas e softwares atualizados são sempre as melhores opções para evitar ciberataques e que o Brasil é o país que mais recebe ciberataques no geral!

Confie em quem entende do assunto!

Não deixe sua empresa vulnerável por mero descuido. Os ataques de hackers são extremamente comuns atualmente e, por isso, é necessário adotar medidas preventivas para dificultar o acesso dos criminosos à sua empresa!

Na EW Info, possuímos vários pacotes de atualização, proteção e segurança para você! Entre em contato para saber como manter-se conectado sem preocupações.

Gosta de nossos artigos? Então continue acompanhando! Na era da tecnologia, não dá para ficar desatualizado!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
12/07/19 Novidades , Serviços em TI , Suporte Redes # , , , , , , ,

A Microsoft aumentou a fiscalização de suas licenças no Brasil e aproximadamente 60% das empresas podem ser auditadas. Veja mais!


A licença Microsoft

Existem vários tipos de licença e, por isso, é muito fácil profissionais trabalharem com o pacote errado intencionalmente. Além disso, há casos em que as pessoas burlam as regras para ter mais benefícios por menor preço. Pensando nisso, a Microsoft afinou suas buscas por irregularidades e o maior desafio para as pequenas empresas é saber quais máquinas estão em dia e quais estão com as licenças vencidas.

O que pode ocorrer caso a licença fique vencida?

A Microsoft opera por uma equipe de compliance que faz o primeiro contato por telefone avisando que recebeu uma denúncia sobre uso irregular. Essa denúncia pode ser feita no site www.denunciepirataria.org.br.

Depois disso, geralmente é solicitado o preenchimento de uma planilha para informar a quantidade de softwares que a sua empresa tem instalado e, em alguns casos, é solicitada a instalação de um software para fazer esse monitoramento.

Após essa primeira etapa, é enviado um e-mail com as irregularidades e basicamente estipulado um prazo máximo para a compra dos pacotes utilizados. Caso isso não seja feito, a empresa é encaminhada para a assessoria jurídica da Microsoft.

Com isso, é recomendado que o problema seja resolvido na primeira etapa, ou seja, com a equipe de compliance, pois é uma medida para “dar uma chance” ao consumidor para que ele não sofra imediatamente com as punições previstas em lei.

A EW Info pode te auxiliar!

Além de sempre guardar o comprovante de compra do software, você pode adquirir os pacotes certos para você com a EW Info, pois oferecemos assistência Microsoft! Mantenha sua licença atualizada!

Se você gosta de nossos conteúdos, continue acompanhando!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
18/03/19 Segurança de Redes , Suporte Redes # , , , , , , ,

De acordo com um estudo feito pela empresa Symantec, Brasil é o terceiro país que mais recebe spam e bots em escala global


A 24º edição do Internet Security Threat Report (ISTR), relatório que analisa a cibersegurança pelo mundo constatou que o Brasil se encontra em terceiro lugar entre os países que mais recebem spam e bots pelo planeta. Além disso, o país subiu em posições como ataques por malware (11º), por pishing (9º), por criptomineradores (5º) e ransomware (4º).

O Brasil já se posicionava em 3º lugar na colocação global de spam e manteve seu posto, ficando atrás de Estados Unidos, China e Índia. E subiu para 3º lugar na categoria de ataque por bots, entre 157 países analisados pelo ISTR (Internet Security Threat Report). Na América Latina, está em primeiro lugar na posição de ataques globais.

Os ataques não param de crescer

O formjacking é um tipo de ataque muito comum que vem crescendo atualmente e o Brasil já está na oitava posição. Trata-se de um ataque simples: criminosos injetam um código capcioso em sites de lojas com o objetivo de roubar informações dos cartões de compras dos clientes. Entre 3,7 milhões de ameaças bloqueadas no mundo pela Symantec, 3,1% foram feitas no Brasil.

No entanto, com a utilização de aplicativos de rastreamento, o recurso de FaceTime da Apple e as coletas de informações pessoais através de redes socias como o Facebook, a privacidade do internauta ficou evidenciada no ano passado. Por isso, a tendência é que as empresas comecem a se preocupar com a acessibilidade dessas informações.

O ISTR da Symantec acompanha a probabilidade de ameaças e seus fluxos, as tendências de cibercriminosos e o que os motivam, em escala global.

Não deixe sua segurança para depois

A EW Info é especializada em serviços de cibersegurança, desenvolvendo soluções seguras, rápidas e estáveis para as mais diversas áreas, com uma equipe certificada pelos principais fabricantes.

Se prevenir é o melhor negócio!

Quer se manter informado sobre o mundo da tecnologia? Continue acompanhando nossos artigos! Aqui, você está sempre em primeiro lugar no nosso ranking!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
25/09/17 Segurança de Redes , Suporte Redes # , , , , ,

nRansom: o novo vírus que exige “nudes” para liberar as informações sigilosas

Veja como esse vírus age e como ele pode prejudicar a sua empresa!

nRansom: o novo vírus que exige “nudes” para recuperar informações

A cada dia que passa os hackers estão arrumando alguma forma diferente de sequestrar seus arquivos e só liberarem o acesso mediante um resgaste. Mediante esse cenário, investir em segurança da informação tem sido cada vez mais necessário.

Imagine que você está em seu computador (que contém todas as informações sigilosas de sua empresa) e de repente você é surpreendido por uma mensagem avisando que seu computador foi invadido. E que para conseguir as suas informações de volta é preciso enviar algumas selfies sem roupas (nudes). Você ficaria desesperado e sem saber o que fazer, não é mesmo? Pois é dessa forma que o nRansom age.

Mas afinal o que é nRansom?

nRansom é o mais novo programa malicioso do tipo ransomware. Que como já discutimos em nossos artigos, é uma forma dos hackers “sequestrarem” arquivos e só liberarem o acesso mediante um resgate.

Saiba mais em nosso artigo: Como um vírus se espalha em um computador

No entanto, diferente dos outros ataques que já falamos em nossa página, a moeda de troca do nRansom é outra: selfies em que o usuário aparece sem roupas – mais conhecidas como “nudes”.

De acordo com a empresa de segurança eletrônica Malware Hunter Team, o nRansom já infectou computadores ao redor do mundo. Uma vez que penetra um computador, o programa mostra a seguinte mensagem, que tem como plano de fundo imagens adulteradas do desenho Thomas e Seus Amigos:

Seu computador foi bloqueado e só pode ser desbloqueado com um código especial”.

Com Ransomware, os hackers oferecem um endereço de e-mail para o usuário entrar em contato. Nesse e-mail existe o valor para o envio do código, que no caso é um lote de 10 “nudes” do usuário.

É importante ressaltar que os hackers informam que após verificarem se as imagens realmente são do usuário, estas serão “vendidas na deep web”.

Segundo John Snow, especialista da empresa de segurança cibernética Kaspersky Lab, este ransomware é diferente porque ao invés de cifrar arquivos, ele bloqueia o acesso ao computador. Atualmente, o ransomware afeta apenas usuários de Windows.

O que fazer caso você seja infectado?

“Recomendamos, como sempre, que as pessoas não paguem resgate algum caso o computador seja infectado, especialmente com fotos íntimas.” (John Snow)

 Até mesmo, porque não se tem nenhuma garantia de que os hackers cumprirão sua parte do trato. O importante é a prevenção. Principalmente com a instalação no computador de um antivírus que detecte o ransomware em questão – no caso, o arquivo “nransom.exe”.

Para os consultores de tecnologia da EW Info o importante é não entrar em endereços desconhecidos. Ter sempre cópias de seguranças de arquivos importantes em sites de backup e investir em uma boa assessoria de tecnologia. Caso você seja dono de qualquer tipo de empresa.

Nós da EW Info, temos uma equipe especializada que poderá te ajudar a se prevenir contra esse tipo de problema.

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
18/09/17 Antivirus , Suporte Redes # , , , , , , , ,

O preço dos ataques cibernéticos

Conforme estamos conversando em nossos artigos semanais, tem crescido o número de ciberataques por meio de ransomware. Nesse ano, os hackers colocaram em xeque empresas, bancos e instituições em todo o mundo, afetando as receitas dessas grandes organizações. Em nosso artigo discutiremos sobre as consequências que as grandes organizações estão enfrentando por causa do ataque do ransomware NotPetya.

 

O ataque NotPetya

Antes de explicarmos as grandes consequências que esse ransomware têm proporcionado, vamos contextualizar um pouco sobre o que é esse vírus.

Alguns chamam de Petrwarp, outros de Petya, NotPetya e Nyetya. Independentemente do nome, são grandes estragos que vem sendo feito por esse ransomware que começou a se propagar desde de junho desse ano.

Segundo a Microsoft, o NotPetya, já afetou mais de 64 países e aproximadamente 12.500 computadores. Um dos países que mais sofreu com o ataque foi a Ucrânia. Em que serviços como Banco Central, o Aeroporto Internacional de Boripil, o metrô de Kiev, a companhia de energia, a rede de computadores do governo ucraniano, e até o sistema automatizado de controle de radiação de Chernobyl foram infectados.

Esse ransomware, tem como características o bloqueio total ao computador. Quando a máquina é infectada pelo vírus perde imediatamente a capacidade de oferecer acesso ao Windows.

As consequências do NotPetya para as organizações

Esse ataque de NotPetya, que paralisou as empresas ucranianas e se espalhou por todo o mundo, paralisou os portos de transporte, fábricas e escritórios, sofrendo prejuízos em relação aos ganhos trimestrais.

Empresas como FedEx e a Merck, revelaram que o ataque do ransomware, irá custar-lhes montantes significativos de receita. Até o momento, o ataque de junho custou às empresas uma receita estimada em US $ 592,5 milhões com base nos cálculos feitos com os valores dos depósitos e declarações de investidores dos Estados Unidos e Securities and Exchange.

Este total inclui o dinheiro perdido em receitas trimestrais e anuais. Bem como as perdas financeiras e operacionais, algumas das quais não serão conhecidas por meses. E este número deverá crescer à medida que as empresas continuarem a calcular o impacto fiscal da NotPetya.

Utilizando as informações publicamente divulgadas pelas empresas, a receita trimestral foi o primeiro lugar onde os efeitos financeiros do ataque foram vistos. De acordo com o portal Cybereason estima-se que as empresas perderam US $ 456,4 milhões em ganhos trimestrais como resultado de NotPetya.

 

Por exemplo:

  • Nuance Communications $15,400,000
  • Beiersdorf   $41,000,000
  • Mondelez International $150,000,000
  • Maersk   $250,000,000
  • Total:   $456,400,000

 

Isto que estes dados não são aprofundados. Algumas empresas, entre elas Nuance e Mondelez, afirmam que a NotPetya também afetará as receitas nos próximos trimestres. A Nuance não forneceu uma estimativa para o impacto da NotPetya na receita do quarto trimestre. Dizendo que o malware afetaria os ganhos para o segundo semestre do ano fiscal. Durante a chamada de resultados do segundo trimestre, o CFO da Mondelez disse que a empresa antecipa que a NotPetya afetará a receita do terceiro trimestre.

O fabricante britânico de bens de consumo, Reckitt Benckiser, baixou sua previsão de vendas de 2017 em 6 de julho, tornando-se uma das primeiras empresas a cobrar o ataque NotPetya.

ataque cibernético

O que faz o NotPetya mais perigoso que os outros ataques cibernéticos

Se compararmos o NotPetya com os demais ataques ransomware, pode-se afirmar que esse vírus não tinha como alvo uma vítima em específico. Muitas das empresas afetadas foram infectadas após o download de uma atualização rotineira para um aplicativo de contabilidade que, infelizmente, os atacantes mancharam.

Ou seja, não se tinha nenhum esquema elaborado de engenharia social, ataque man-in-the-middle ou malha USB mal-intencionada. O software legítimo foi atualizado – tarefa rotineira que as empresas e os funcionários realizam diariamente.

Ao longo das duas últimas décadas, tem-se um aumento na quantidade e especificidade em ataques cibernéticos destrutivos como NotPetya. Ao contrário de outros ataques, essas campanhas são projetadas para destruir dados e recursos de TI. E apesar do nível de danos causado, eles não foram realizados com métodos avançados. Muito pelo contrário, os invasores contam com ferramentas com pouca sofisticação, mas com capacidade de codificar e executar.

Embora a maioria dos incidentes cibernéticos ainda sejam motivados por espionagem ou atividade criminosa, o uso crescente de ferramentas destrutivas é uma tendência crescente e alarmante. O setor privado não pode descartar as repercussões de segurança desse desenvolvimento. As consequências fiscais de ataques destrutivos como o NotPetya aumentaram a segurança da informação ao nível dos investidores, que estão ouvindo cada vez mais esses incidentes durante as chamadas de ganhos.

Assim, para as empresas, é recomendável que se desenvolva um ambiente de proteção da rede. Pensando na proteção de nossos clientes, independente do ramo de atuação e tamanho, a EW Info oferece soluções em segurança e diagnóstico das redes de sua empresa. Visando a proteção contra malware, como o Ransomware e invasões ou vazamentos de informações indevidas. Entre em contato!

Fonte: Cybereason

Gostou do artigo? Acompanhe nossa página para mais informações.

no responses
14/08/17 Serviços em TI , Suporte Redes , Tecnologia # , , , , ,

Saiba como otimizar a emissão de notas fiscais da sua empresa

Saiba como otimizar diversas ações rotineiras da sua empresa

Quem tem empresa grande sabe como a rotina mensal pode ser dura.Todos os meses a rotina é parecida: contas e tributos a pagar, balanço de caixa para fazer e muitas dúvidas durante o processo, além de serem processos maçantes e repetitivos. Essa situação é comum para você? Muitos gestores e até mesmo contadores se perdem em meio a tantas obrigações e prazos a cumprir, o que acaba afetando diretamente a empresa e sua rentabilidade.

À partir disso, várias soluções vêm sendo criadas para otimizar essas tarefas. Há muitas vantagens em utilizar sistemas que, além da emissão de nota fiscal eletrônica, possuem também outras funcionalidades. Os pós paras o uso desses sistemas são:

 

Agilidade no dia a dia

Para que uma empresa tenha sucesso é imprescindível poupar tempo. Para isso, é possível automatizar processos demorados que eram executados manualmente a fim de ganhar tempo. Como:

– Atendimento ao cliente;

– Execução de tarefas complexas;

– Conversas com fornecedores;

– Estudos sobre atualizações na legislação entre outros.

Nesse sentido, é possível contar com softwares que automatizam e organizam processos fazendo o controle do fluxo de caixa, emissão de documentos, controle de estoque, entre outros. Já pensou quanto tempo pode ser aproveitado com essa organização? Além disso, o controle será mais efetivo.

emissão nota fiscal

Garantia do cumprimento da legislação

Já pensou o problema que poderia ocorrer caso os funcionários não emitissem uma nota fiscal na hora da venda ou a empresa deixasse de cobrar a nota do fornecedor? Isso prejudicaria todos os balanços ao final do mês, a emissão do SPED fiscal e comprometeria o pagamento de impostos, o que poderia prejudicar a credibilidade e as finanças do negócio, correndo o risco de receber multas.

Com a rotina organizada e o acompanhamento de todos os processos da empresa evita-se o esquecimento das obrigações legais, garantindo as emissões dos documentos necessários para o dia a dia.

Tempo para planejar o futuro

Ao organizar as atividades ganha-se mais tempo para planejar o futuro da empresa, discutir ideias com colaboradores e promover melhorias no negócio. Com um software que engloba diversas funções é possível facilitar a rotina diária da empresa, discutir ideias com colaboradores e promover melhorias no negócio.

 

Se interessou? Entre em contato conosco para garantir a emissão de notas e outras soluções em tecnologia da informação para sua empresa.

no responses
07/08/17 Segurança de Redes , Serviços em TI , Suporte Redes # , , , ,

Como acontecem as fraudes digitais?

As fraudes digitais têm sido uma grande ameaça em crescimento nas organizações. De acordo com a consultoria Gartner. Há a estimativa de que em 2020, a cada 2000 empresas globais, 30% serão prejudicadas por grupos de ciberativistas ou cibercriminosos.

 

Que a internet é um lugar que devemos ter cautela todo mundo sabe. Com o aumento do mundo digital em nossas vidas, os números de ameaças virtuais também têm crescido exponencialmente.

Atualmente, o Brasil está entre os 10 países que mais sofrem golpes virtuais, segundo um relatório da Kaspersky Lab, empresa russa de segurança digital. De acordo com o portal de revista EXAME, a cada 17 segundos, um brasileiro é vítima de uma tentativa de golpe que envolve roubo de identidade.

Por esse motivo, todo cuidado é pouco. Não é difícil se tornar um alvo. Uma simples perda de um documento pessoal é uma grande oportunidade para se tornar vítima de um golpe. Há ainda quem roube as informações das pessoas ao invadir computadores ou smartphones com a ajuda da instalação de vírus. Que chegam na forma de e-mails falsos, por exemplo.

Tenha cuidado com os Carders

Carder é o termo utilizado para o indivíduo que usufrui de meios ilegais e ferramentas eletrônicas, para conseguir obter informações sobre um cartão de crédito para uso próprio ou terceirizado. Por exemplo, a compra de produtos por um preço menor do que o praticado oficialmente nas lojas.

Há diferente maneiras de conseguir dados de cartões de crédito de maneira ilegal. A mais comum é por meio da exploração de vulnerabilidades de um site comercial para conseguir o database que tem as informações de cartões de crédito de seus usuários. É comum que cibercriminosos criem falsas páginas que se assemelham a e-commerces renomados para conseguir “pescar” alguns dados bancários.

Com esses dados, o criminoso consegue descobrir quais são os cartões mais valiosos ao observar seus primeiros dígitos — um conjunto de números conhecido como Bin. O primeiro dígito revela a operadora do cartão (3 para American Express, 4 para Visa, 5 para MasterCard e 6 para Discover). Enquanto os outros três correspondem ao banco emissor.

fraudes digitais

Como funciona o crime

Geralmente, o simples conjunto de número de cartão e nome do titular não costuma ser o suficiente para efetivamente praticar uma fraude. Por esse motivo, é comum que os carders dialoguem com crackers. Os crackers conseguem invadir bancos de dados para obter informações completas a respeito de um cidadão brasileiro.

Os criminosos experts, utilizam o VPN para mascarar o seu IP (evitando que os sites detectem uma quantidade anormal de compras oriundas de um mesmo endereço) e até mesmo editando modelos de documentos de identificação para enviá-los às lojas como uma forma de falsa autenticação (RG, CPF etc).

 

Cuidado! A fraude pode estar perto de você!

Além dos cartões de crédito, uma das formas que os cibercriminosos têm utilizado para conseguir tirar proveito é por meio da expedição de falsos boletos bancários.

É comum esse tipo de documento venha via e-mail com um texto informando que sua dívida está em atraso. Nesses casos, recomenda-se não abrir o link e encaminhar o e-mail para o banco mencionado.

E você? Quer se manter seguro e evitar cair nessas fraudes? A EW Info oferece soluções em segurança e diagnóstico das redes de sua empresa. Visando a proteção contra qualquer tipo de malware.

 

Gostou do artigo? Não deixe de continuar acompanhado a nossa página!

no responses
31/07/17 Antivirus , Segurança de Redes , Serviços em TI , Soluções em Cloud , Suporte Redes , Tecnologia # , , , , , , , ,

Bitcoins e o último ataque do Wanna Cry

Você sabia que os ataques Ransomwares são feitos por uma moeda diferenciada? E que esses ataques têm sido constantes? Saiba mais em nosso artigo!

 

O QUE É BITCOIN?

Assim como o real ou o dólar, bitcoin é uma moeda. Entretanto funciona a partir de um sistema  diferente dos exemplos citados. Primeiramente porque não é possível encontrá-la em algum lugar físico, pois ela é totalmente virtual.

E diferente das demais moedas, a sua emissão não é controlada por um Banco Central e é feita de forma descentralizada por milhares de computadores, mantidos por pessoas que “emprestam” a capacidade de suas máquinas para criar bitcoins e registrar todas as transações feitas.

Na elaboração de uma bitcoin (processo conhecido como “mineração”), os computadores conectados à rede competem entre si na resolução de problemas matemáticos. Quem ganha, recebe um bloco da moeda.

Em 2009, quando a moeda foi criada, qualquer pessoa com o software poderia “minerar”, desde que estivesse disposta a deixar o computador ligado por dias e noites. No entanto, com o aumento de interessados, a fabricação de bitcoins ficou apenas com quem tinha supermáquinas.

É possível adquirir bitcoins comprando unidades em casas de câmbio específicas ou aceitando a criptmoeda ao vender coisas. As moedas virtuais são guardadas em uma espécie de carteira, criada quando o usuário se cadastra no software.

Com bitcoins, é possível contratar serviços ou adquirir coisas no mundo todo. É pequeno o número de empresas que aceitam, mas em vários países como a Rússia, há movimentos no sentido de “regular” a moeda.

 

Wanna cry

AUTORES DO WANNA CRY SACAM SUAS BITCOINS, ATAQUE RENDEU R$ 460 MIL.

 

Não se sabe ainda com exatidão a autoria do mega ataque Wanna Cry, que assustou o mundo em maio desde ano. A única certeza é que o ataque deu resultado. Os responsáveis receberam pouco mais de 61,6 bitcoins em resgastes que, ao que tudo indica, finalmente foram sacadas. Na atual cotação da criptomoeda, esse valor corresponde aproximadamente US$ 148 mil, ou 461.

A jornalista do site Quartz, Keith Collins, afirma que no dia 3 de agosto de 2017, foi realizado um total de site transferências nas três carteiras de Bitcoins associadas ao Wanna Cry para esvaziá-las. Ele havia preparado um robô no Twitter que monitorava todas as atividades das carteiras ligadas ao ataque.

Na época do ataque, as primeiras estimativas apontavam para um total arrecadado de U$ 70 mil.

Com o passar dos meses, a movimentação inesperada do WannaCry diminuiu, mas as infecções continuaram acontecendo em menor escala, e os pagamentos continuaram.

No entanto, é difícil indicar, qual é o destino das bitcoins após a transferência. Uma olhada rápida mostra que o dinheiro começou a ser distribuído por várias outras carteiras.

Porém, todas as transações com bitcoins são rastreáveis, o que significa que, se os cibercriminosos tentassem sacá-las de modo convencional, eles seriam rapidamente identificados.

Ou seja, para manter o anonimato da transação, seria necessário passar o dinheiro por um “misturador de bitcoins”, que limpa os blockchains associados com o malware. Isto é, a famosa lavagem de dinheiro.

Para que esse tipo de situação não venha acontecer com nossos clientes, a EW Info oferece soluções em segurança e diagnóstico das redes de sua empresa. Visando a proteção contra qualquer tipo de malware.

Fonte: OLHAR DIGITAL

Gostou do artigo? Continue acompanhando a nossa página!

no responses
Matérias recentes