De acordo com o dfndr lab, só em setembro foram 15 mil contas de WhatsApp clonadas por dia

 

A segurança do WhatsApp

Difícil quem não use o WhatsApp, não é mesmo? O aplicativo é uma das melhores ferramentas para se comunicar, fácil e prático. No entanto, a sua popularidade tem sido alvo de cibercriminosos. Entre as tentativas de golpe, a clonagem/roubo talvez seja a forma de ataque mais perigosa, afinal, coloca em risco os dados das próprias vítimas e o dinheiro de contatos próximos.

De acordo com o dfndr lab, laboratório de segurança digital da Psafe, só em setembro foram 15 mil contas de WhatsApp clonadas por dia. Normalmente, os ataques desse tipo envolvem métodos de engenharia social, onde os golpistas fingem ser representantes de serviços ou plataformas reconhecidas para obterem informações pessoais dos usuários.

Eles convencem o usuário a informar por telefone o código de seis números enviado por mensagem SMS, que é necessário para entrar na conta em outro celular.

As vítimas conseguem perceber na mesma hora que a conta não está mais disponível no aparelho, pois aparece uma mensagem de erro ao tentar acessar o app. Ou seja, a conta foi clonada. A partir de então, os criminosos fingem ser o usuário do número clonado e passam a mandar mensagem, para a lista de contato, pedindo dinheiro.

whatsapp

Freepik

Teve o WhatsApp clonado?

A recomendação do WhatsApp é realizar todo o processo de configuração do aplicativo do zero, como se estivesse usando pela primeira vez. Ao perceber a clonagem, apague o aplicativo do celular e faça o download novamente. Ao entrar, seu número de telefone será solicitado para que uma confirmação por SMS seja enviada.

Depois de receber o número, complete a verificação para fazer com que o WhatsApp volte a funcionar em seu aparelho. Esse processo também vai fazer com que sua conta deixe de estar vinculada ao celular do golpista. Você também pode entrar em contato diretamente com o suporte do WhatsApp em busca de auxílio.

Não esqueça de avisar a todos sobre o golpe, pedindo para que não respondam às mensagens enviadas supostamente por você.

 

Como se proteger? 

A melhor maneira para evitar cair no golpe da clonagem, é ativando a confirmação em duas etapas, que impede o acesso não autorizado mesmo quando a senha é comprometida. Para ativá-la, acesse o menu de Ajustes do WhatsApp e clique em “Conta”. Na sequência, escolha a opção “Confirmação em duas etapas” e clique em “Ativar”. Um código de seis dígitos e um e-mail serão solicitados.

Outra dica importante é alterar as configurações de privacidade para que sua foto de perfil seja mostrada apenas para seus contatos. Se precisar de suporte para um produto ou serviço, procure meios oficiais de contato, nunca passando informações, preenchendo cadastros e, principalmente, passando códigos de verificação sem antes verificar a veracidade do meio.

E lembre-se, se receber alguma mensagem estranha de alguém pedindo dinheiro, desconfie.

 

Gostou do nosso conteúdo?  Assine a nossa newsletter para ficar por dentro das novidades!

Ligue para a EW Info e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

Segurança de Redes , Tecnologia # , , , , ,
Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Matérias recentes

Inscreva-se e receba novidades e soluções
de redes ou sistema para sua empresa

Soluções

Entre em contato com a EW Info