O americano Ibrahim Diallo foi demitido sem alguma explicação. De um dia para o outro ele não conseguiu mais acessar o prédio de sua empresa e acabou descobrindo que sua demissão não foi decidida por sua gerente, mas sim por uma máquina. Confira mais em nosso artigo!

O desenvolvedor de softwares relata que “Não foi a primeira vez que o meu cartão de identificação falhou. Então eu só achei que estivesse na hora de trocá-lo.” O que ele não imaginava era que aquela simples falha no acesso estava sendo causada por uma máquina. Ibrahim conta a história como forma de alerta para que outras empresas não passem pela mesma situação.

“A automação pode ser um trunfo, mas é preciso ter um jeito de os humanos assumirem o controle se a máquina cometer um erro”, relatou.

De acordo com o desenvolvedor era o sistema automatizado o responsável por autorizar a entrada e saída dos funcionários na empresa localizada em Los Angeles. Até mesmo o uso de sistemas de computador era habilitado pela automação. Em um dia comum de trabalho, Ibrahim foi impedido de entrar no prédio e teve de recorrer a ajuda dos seguranças. Logo depois ele percebeu que não estava mais conectado ao sistema de trabalho e seu usuário constava como inativo.

Diallo também foi informado pela recrutadora da empresa que o contrato havia sido rescindido. Segundo ela, um e-mail a comunicou do fim do contrato, mas a mesma prometeu resolver o problema. Já no outro dia Ibrahim foi excluído de todos os sistemas. Ele conta que o único computador que conseguia acessar era o que possuía o sistema Linux.

Escoltado por dois seguranças que receberam ordens por e-mail, o desenvolvedor foi obrigado a deixar o prédio. “Eu fui demitido. Não havia nada que minha gerente pudesse fazer a respeito. Não havia nada que o diretor pudesse fazer. Eles ficaram impotentes enquanto eu arrumava minhas coisas e saía do prédio”.

Mesmo com um contrato de três anos ainda em andamento, Diallo teve de passar três semanas afastado enquanto seus chefes investigavam o motivo de sua demissão.  Como sua empresa estava passando por mudanças, o sistema havia sido trocado no mesmo período em que vários funcionários foram admitidos. E no meio destas alterações e da demissão de seu gerente, o contrato de Ibrahim não foi renovado no sistema novo.

Quando as máquinas assumiram, Diallo era indicado como ex-funcionário da empresa. “Todas as ordens (por esse sistema) são enviadas automaticamente e cada vez que uma é concluída, uma nova é acionada. Então, por exemplo, quando a ordem para desabilitar meu cartão de identificação é enviada, não há mais como reativá-lo.“

Autorizado a voltar ao trabalho após o mal entendido, o desenvolvedor perdeu três semanas de pagamento e segundo ele teve de deixar a empresa “como um ladrão”e percebeu o distanciamento de muitos colegas. Ibrahim decidiu então abandonar o emprego.

Para o especialista em Inteligência Artificial Dave Coplin, a história serve como um alerta sobre os perigos da relação homem x máquina. “É outro exemplo de falha do pensamento humano, que acaba colocando seres humanos contra máquinas em vez de termos humanos e máquinas se complementando”.

 


Quer saber mais notícias como essa sobre o mundo da tecnologia?Procura soluções inteligentes para aprimorar seus sistemas? Entre em contato conosco! Nós da EW Info estamos à disposição para escutar sobre a realidade de sua empresa e contribuir com o seu crescimento.

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

Tecnologia # , , ,
Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Matérias recentes

Inscreva-se e receba novidades e soluções
de redes ou sistema para sua empresa

Soluções

Entre em contato com a EW Info

[recaptcha theme:dark]