Contas bancárias foram furtadas em 23 estados do país. O dinheiro foi escondido na forma de bitcoins, já que a moeda tem alto sistema de segurança. Confira mais sobre o caso em nosso artigo!

A polícia do Tocantins recuperou sete carros que custavam cerca de R$ 500 mil cada e também um apartamento no valor de R$ 1 milhão. As investigações faziam parte daOperação Ostentação, que foi iniciada em maio. Os bens pertenciam a uma quadrilha que invadia contas bancárias e investia o dinheiro em moeda digital.

 

Como o golpe funcionava?

Um e-mail falso em nome do banco era enviado aos clientes direcionando a uma página similar à do sistema bancário. Quando o cliente digitava seus dados os mesmos eram capturados. Além disso, os criminosos também tinham clientes que os contratavam para realizar o pagamento de impostos, como o IPVA. Com isso, a quadrilha roubou no total R$ 740 mil em 23 estados brasileiros.

O valor furtado foi investido em bitcoins, moedas digitais que foram criadas por supercomputadores e estão espalhadas em todo o mundo. Elas podem ser convertidas em outras moedas por mais que não existam fisicamente. As bitcoins podem ser negociadas como em uma bolsa de valores convencional, porém não seguem as mesmas regras do sistema financeiro.

 

Bitcoins preocupam as autoridades

Por serem muito difíceis de rastrear, as bitcoins podem ser usadas para lavagem de dinheiro.  “Esse é o grande porquê de pessoas que têm praticado crimes, principalmente no mundo tecnológico, buscarem, às vezes, dissolver esse dinheiro, esconder esse dinheiro em criptomoeda”, conta Maurício Haeffner, advogado criminalista.

O dinheiro foi recuperado com a ajuda da quadrilha. Uma espécie de cofre virtual foi aberto pelo peritos que assim conseguiram acessar as senhas para as bitcoins. R$ 710 mil reais conseguiram ser recuperados.

De acordo com um dos peritos, Thiago Magalhães “A aquisição dessas informações junto às corretoras seria um trabalho mais complexo e mais demorado, visto que algumas têm sede fora do país. Então, partiu-se para uma segunda linha de trabalho, que consistia na obtenção das credenciais, de usuário e senha, para gerenciar essas criptomoedas” .

 


Gostou do artigo? Quer saber como utilizar a tecnologia com segurança?

Utilize soluções inteligentes para aprimorar seus sistemas. Entre em contato conosco! Nós da EW Info estamos à disposição para escutar sobre a realidade de sua empresa e contribuir com o seu crescimento.

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

Tecnologia # , , , ,
Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Matérias recentes

Inscreva-se e receba novidades e soluções
de redes ou sistema para sua empresa

Soluções

Entre em contato com a EW Info