O ano de 2018 promete! Em 2017, vimos diversas notícias sobre os ataques de ransomwares ao redor do mundo. Agora o vilão que está tirando o sono de muitas pessoas e donos de empresas é a epidemia de malware de mineração de criptomoedas que está infectando sistemas de grandes corporações e até mesmo sites em WordPress. Quer saber mais? Continue lendo o nosso artigo! 

Como já comentamos em nossa página, as criptomoedas estão cada vez mais se tornando peças importantes e estratégicas no mercado financeiro e tecnológico mundial. Só no ano de 2017, esse tipo de moeda teve um grande aumento no seu uso e na sua cotação. No entanto, por estar na rede, ela não está imune aos cibercrimes. De acordo com grandes portais de notícias, nos últimos dias, a Kaspersky Lab descobriu um grupo de hackers que faturou aproximadamente US$ 7 milhões em seis meses, por meio de um método rebuscado de infecção que instala um software malicioso em computadores corporativos.

 

Mas o que são malwares de mineração?

O malware de mineração está diretamente ligado às criptomoedas – que consistem em um modelo de negócios totalmente digital. Para saber com mais profundidade sobre esse conceito leia o nosso artigo “Criptomoedas: o que é e como foi o seu uso em 2017”.

Para lidar com esse tipo de negócio, os criminosos utilizam softwares de mineração em seus ataques, que de maneira semelhante aos ransomwares, têm um modelo de monetização simples. No entanto, diferentemente do vírus mencionado, eles não prejudicam os usuários de maneira destrutiva e conseguem ficar no computador por muito tempo sem serem detectados, usando sua capacidade de processamento silenciosamente.

De acordo com uma pesquisa realizada em setembro de 2017 pela Kaspersky Lab, houve um aumento dos mineradores que começaram a se propagar ativamente em todo o mundo.

 

O ataque em WordPress

Nessa semana, Troy Mursch, pesquisador da Bad Packets Report, especializado na temática de segurança, afirmou que cerca de 50 mil sites WordPress foram infectados com malware de mineração. Baseado no motor de pesquisa de código-fonte PublicWWW, o especialista verificou páginas na web, e conseguiu identificar pelo menos 48.953 sites afetados.

Segundo a pesquisa, o software de mineração Coinhive é um dos mais difundidos. Presente em cerca de 40 mil sites infectados. Isto é, 81% dos casos registrados. Já o restante (19%), estão dispersos entre diferentes ferramentas, como por exemplo, Crypto-Loot (foram encontrados 2.057 sites infectados), CoinImp (4.119), Minr (692) e DeepMiner (2.160).

Os cibercriminosos são tão estrategistas que de acordo com os especialistas na área de segurança, diversos websites – principalmente de governos e de serviços públicos – estão executando de maneira silenciosa esse tipo de malware.

O analista chefe de malware da Kaspersky Lab, Anton Ivanov, afirma que agora os ransomwares estão ficando em segundo plano, estando os mineradores em destaque. Porque de acordo com as estatísticas deles isso mostra “um crescimento constante dos mineradores durante todo o ano, assim como o fato de que grupos de criminosos virtuais estão desenvolvendo seus métodos ativamente e já começaram a usar técnicas mais sofisticadas para propagar software de mineração. Nós já vimos uma evolução como essa; os hackers de ransomware usavam os mesmos truques quando estavam em ascensão”.

 

Como vimos os cibercriminosos não estão brincando. A cada dia, eles elaboram uma estratégia para pegar o que você e a sua empresa têm de mais importante (dinheiro ou informação). Por esse motivo é importante estar protegido! Para isso a EW Info existe! Venha nos conhecer e garanta a proteção do seu negócio!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

Sem categoria # , , , , ,
Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Matérias recentes

Inscreva-se e receba novidades e soluções
de redes ou sistema para sua empresa

Soluções

Entre em contato com a EW Info