21/03/19 Segurança de Redes , Tecnologia # , , , ,

Há inúmeras maneiras de invadir a privacidade de usuários e aplicar golpes hoje em dia, veja se seu WhatsApp foi clonado e como proteger suas informações


Entenda o caso

Em 2018, mais de 5 mil pessoas foram vítimas de ataques no WhatsApp.

O aplicativo de mensagens é, atualmente, o meio de comunicação mais usado pelos brasileiros. Muitas vezes, sendo alternativa para ligações, por ter recursos como áudio e até chamada por câmera. É o canal mais pessoal para envio de mensagens hoje.

Assim, ele se torna alvo fácil para criminosos que, ao clonarem o número de alguns usuários, mandam mensagens para amigos e familiares das vítimas pedindo dinheiro, tendo poucas chances de recusa já que, quem vai imaginar que alguém terá acesso a um aplicativo tão pessoal do celular?

Como descobrir se seu WhatsApp foi clonado

É muito difícil usar o mesmo número do WhatsApp simultaneamente, por isso, de certa forma é fácil perceber se seu número foi clonado. Se alguém conseguiu acesso ao seu número e clonou sua conta, instantaneamente uma mensagem aparecerá em seu aparelho informando que o seu número está sendo usado em outro lugar.

Essa mensagem pede a verificação do aparelho. Ao clicar em ‘Confirmar’ e verificar seu número, sua conta será ativada novamente em seu celular.

Outra forma de perceber a clonagem é ficar atento a qualquer movimentação estranha nas mensagens, como: áudios que você não ouviu que constam como visualizados, alguma mensagem que você não enviou, enfim, comandos não executados por você. Embora esses acontecimentos possam ser bugs pontuais no aplicativo, a frequência desses episódios não é normal.

O que pode acontecer também, é que o WhatsApp Web esteja sendo usado em outro computador, então vale “sair de todos os computadores” para ver se o problema é resolvido.

Como se proteger

Para evitar que seu WhatsApp seja clonado, você pode fazer a verificação em duas etapas seguindo os passos abaixo:

Configurações > Conta > Verificações em duas etapas > Ativar

Depois, é só definir uma senha de 6 dígitos que você se lembre para confirmar o login.

Endereço de e-mail para recuperação do acesso > Salvar > Concluído

Além disso, se você achar que suas mensagens estão em risco, é recomendado apagar todo o histórico de mensagens. E para evitar que qualquer pessoa possa ter acesso a partir de um computador, desconecte desse dispositivo.

Se mesmo assim você ainda não estiver confiante, apague o aplicativo e instale novamente, assim ele pedirá o código de verificação.

Gosta de nossos conteúdos? A EW Info oferece o melhor serviço de cibersegurança! Para qualquer problema, entre em contato com a gente!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
11/06/18 Segurança de Redes # , , , , ,

Nesta segunda-feira (11/06), a bolsa de moedas digitais sul-coreana Coinrail, emitiu um comunicado informando que seu sistema foi atingido por um ataque hacker. A consequência? Perda de 30% das moedas negociadas na bolsa. Mesmo que a empresa ainda não tenha quantificado o valor do ataque, o veículo de notícias sul-coreano Yonhap, calcula que cerca de 40 bilhões de wons (37,28 milhões de dólares) em moedas digitais tenham sido roubadas. 

A bolsa negocia mais de 50 criptomoedas e estava entre as 100 corretoras mais ativas no ano passado. A polícia da Coréia do Sul informou que estava investigando o ataque hacker à corretora.

A consequência?

A desvalorização das criptomoedas se acentuou, levando a uma perda de US$ 42 milhões em valor de mercado no fim de semana. O recuo no preço do bitcoin já ultrapassou os 50%.

Nos últimos meses, todo aquele entusiasmo com as moedas virtuais, tem diminuído. De acordo com o Portal de notícias O Globo, empresas que trabalham no setor estão sob alerta nos últimos meses diante de casos de roubos, manipulação de mercado e lavagem de dinheiro. Mesmo que o ataque tenha acontecido em uma empresa considerada pequena, a notícia alertou o risco em todo o setor e está motivando o movimento de venda. Segundo Stephen Innes, da Oanda, de Cingapura, o movimento é claro “se aconteceu com “A”, pode acontecer com “B” e pode acontecer com “C”. Então as pessoas entram em pânico. “A queda foi exacerbada pela baixa liquidez que tem sido registrada nesse mercado nos fins de semana”.

Oscilação do mercado!

Segundo o portal Convergência Digital, a Coreia do Sul é um dos grandes mercados quando tratamos de moedas digitais e comporta uma das mais movimentadas bolsas de criptomoedas do mundo. A Bithumb, com sede em Luxemburgo. O bitcoin era negociado às 9h32 (horário de Brasília) a 6.777 dólares, queda de 10% em relação a sexta-feira antes do ataque.

Tendo uma baixa de aproximadamente 65% em relação ao pico atingido em meados de dezembro. Não é a primeira vez que um ataque hacker atinge o segmento das criptomoedas.

Por exemplo, no ano de 2014, a bolsa Mt. Gox do Japão, que chegou a tratar com 80% dos investimentos com bitcoin do mundo, entrou com pedido de recuperação judicial depois de perder bitcoins avaliadas em cerca de 500 milhões de dólares. E a bolsa sul-coreana de criptomoedas Youbit depois de ser atacada duas vezes por hackers fechou as portas. Com isso, autoridades do mundo inteiro, têm alertado que investidores precisam ter cautela ao negociar com moedas digitais dada a falta de regulamentação.

Por esse motivo, as pessoas que têm o desejo de fazer esse tipo de investimento, precisam estar protegidas com o seu sistema de segurança!

Nós da EWInfo estamos preparados para resolver esse tipo de questão! Marque um bate-papo conosco! Entre em contato! E continue acompanhando a nossa página para saber mais do mundo da tecnologia!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
Matérias recentes