18/04/19 Segurança de Redes # , , , , , , , , , ,

Onde há tecnologia também há risco de ciberataque. A área da saúde não ficou para trás e é o novo alvo de cibercriminosos


A tecnologia em todos os setores

Pare agora e imagine a sua vida sem tecnologia. Praticamente impossível, não é? Com os avanços dessa técnica, ela passou a fazer parte de todos os setores da nossa vida e nos tornamos praticamente um só.

Ela está na nossa casa, nas escolas, supermercados, ruas, no trabalho e no lazer. Então por que não estaria cada vez mais na área da saúde?

 “A saúde é, definitivamente, um tema estratégico dentro da agenda empresarial”

Fabiana Salles, fundadora da Gesto, com atuação em corretagem de seguro-saúde baseada em ciência de dados.

 

Porém, quando permitimos a integração da tecnologia em algum setor, também entramos em contato com riscos antes inexistentes. O ataque cibernético é um exemplo.

Como os hackers se aproveitam disso?

Através da função wireless, hackers poderiam até induzir pacientes a uma overdose através de um modelo de bomba de insulina que podia ser controlado à distância. O risco maior, no entanto, é a invasão de criminosos nos sistemas digitais para falsificar dados, exames e roubar informações em benefício de empresas, seguradoras e agências reguladoras.

Assim, como nos acostumamos a guardar todas as nossas informações nas redes sociais, nos nossos aparelhos, na nuvem, enfim, acabamos produzindo ao longo da nossa vida 1 milhão de gigabytes de informação só de saúde, segundo uma matéria da Época Negócios.

Não deixe seu sistema vulnerável

O maior problema dos hospitais são os sistemas vulneráveis. Por serem antigas as maneiras de obter diagnósticos, os sistemas acabam sendo mais suscetíveis a pragas digitais. Além disso, como os equipamentos não têm um dono específico, acabam não tendo backups, outra atitude que corrobora para o serviço dos hackers.

Dessa maneira, fica fácil para os criminosos invadirem os sistemas e terem elementos para usar como “troca”. Saiba mais nesse artigo.

Conte com a EW Info

A falta de backups e manter sistemas antigos são as principais formas de “ajudar” cibercriminosos. Por isso, fique atento e cuide de suas informações. A EW Info está pronta para te ajudar a se livrar de qualquer ataque! Venha tomar um café conosco.

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
18/03/19 Segurança de Redes , Suporte Redes # , , , , , , ,

De acordo com um estudo feito pela empresa Symantec, Brasil é o terceiro país que mais recebe spam e bots em escala global


A 24º edição do Internet Security Threat Report (ISTR), relatório que analisa a cibersegurança pelo mundo constatou que o Brasil se encontra em terceiro lugar entre os países que mais recebem spam e bots pelo planeta. Além disso, o país subiu em posições como ataques por malware (11º), por pishing (9º), por criptomineradores (5º) e ransomware (4º).

O Brasil já se posicionava em 3º lugar na colocação global de spam e manteve seu posto, ficando atrás de Estados Unidos, China e Índia. E subiu para 3º lugar na categoria de ataque por bots, entre 157 países analisados pelo ISTR (Internet Security Threat Report). Na América Latina, está em primeiro lugar na posição de ataques globais.

Os ataques não param de crescer

O formjacking é um tipo de ataque muito comum que vem crescendo atualmente e o Brasil já está na oitava posição. Trata-se de um ataque simples: criminosos injetam um código capcioso em sites de lojas com o objetivo de roubar informações dos cartões de compras dos clientes. Entre 3,7 milhões de ameaças bloqueadas no mundo pela Symantec, 3,1% foram feitas no Brasil.

No entanto, com a utilização de aplicativos de rastreamento, o recurso de FaceTime da Apple e as coletas de informações pessoais através de redes socias como o Facebook, a privacidade do internauta ficou evidenciada no ano passado. Por isso, a tendência é que as empresas comecem a se preocupar com a acessibilidade dessas informações.

O ISTR da Symantec acompanha a probabilidade de ameaças e seus fluxos, as tendências de cibercriminosos e o que os motivam, em escala global.

Não deixe sua segurança para depois

A EW Info é especializada em serviços de cibersegurança, desenvolvendo soluções seguras, rápidas e estáveis para as mais diversas áreas, com uma equipe certificada pelos principais fabricantes.

Se prevenir é o melhor negócio!

Quer se manter informado sobre o mundo da tecnologia? Continue acompanhando nossos artigos! Aqui, você está sempre em primeiro lugar no nosso ranking!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
Matérias recentes