08/04/19 Segurança de Redes # , , , , , , ,

A mobilidade atual possibilita que o malware seja mais forte e assertivo do que antes e requer mais cuidados dos usuários


O que é o malware

Malware é um programa de computador destinado a infiltrar-se em computadores alheios de maneira ilícita. Tem o objetivo de causar danos, alterações ou roubar informações, além de contaminar o computador de maneira disfarçada, muitas vezes dentro de arquivos.

Por que ele está mais forte?

As últimas notícias a respeito do malware são preocupantes, segundo os pesquisadores da Kaspersky Lab, ele está mais eficaz e perigoso pois “a quantidade de malware diminuiu, o que levou os especialistas à conclusão de que as ameaças móveis se tornaram mais eficazes e impactantes”.

Além disso, a adoção do celular no ambiente de trabalho também é algo que chama a atenção dos cibercriminosos, o ‘mundo’ móvel não tem as mesmas proteções que os computadores fixos e eles sabem disso. Ou seja, os canais pelos quais são entregues o malware são fundamentais para o sucesso.

“Em 2018, os usuários de dispositivos móveis enfrentaram o que poderia ter sido o ataque mais violento de cibercriminosos já visto. Ao longo do ano, observamos novas técnicas de infecção para dispositivos móveis, como o sequestro de DNS, juntamente com um foco maior em esquemas de distribuição aprimorados, como o spam por SMS. Essa tendência demonstra a necessidade crescente de soluções de segurança para proteger os usuários nos dispositivos móveis.”

 Viсtor Chebyshev, especialista em segurança da Kaspersky Lab.

Alguns passos para se proteger

Para evitar esse tipo de ataque, é recomendado:

. Instalar apenas aplicativos das lojas oficiais como Google Play ou App Store;

. Não quebre as restrições do dispositivo pois isso pode abrir portas para cibercriminosos;

. Instale as atualizações do sistema e de aplicativos, pois isso corrige vulnerabilidades;

. Bloqueie a instalação de programas de origem desconhecida.

Conte sempre com a gente!

Para todo tipo de cibersegurança, a EW Info está à disposição para atender os clientes da melhor forma! Entre em contato!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
10/12/18 Tecnologia # , , ,

A empresa já definiu o fim do suporte geral para o software gratuito e também para patches exclusivos com o objetivo de eliminar vulnerabilidades. Saiba mais!


Daqui a mais ou menos 400 dias o Windows 7 deixará de ter um suporte. Isso porque a Microsoft decidiu pelo fim do suporte geral que acontecerá no dia 14 de janeiro de 2020.

 

O que irá acontecer no Windows 7 antes dessa data?

Se analisarmos o ano antes da aposentadoria do Windows XP (antecessor do Windows 7) é possível entender quais serão os eventos definidos e prováveis para o calendário do software.

  • Para o início de 2019

É possível que a Microsoft repita um acordo feito em 2013 e aplique desconto em uma combinação do Windows 10 Pro e do Office 2019, lançando assim uma oferta para empresas de pequeno e médio porte.

Um ano antes da data de fim de suporte do Windows XP, a Microsoft ofereceu um pacote do Windows 8 Pro e Office 2013 Standard com 15% de desconto. O acordo tinha um limite de 100 licenças para cada um dos produtos.

Há a probabilidade da Microsoft repetir a oferta com o SO e Office (Windows 10 Pro e Office 2019 Professional) ou algum outro acordo. Como por exemplo, um plano de assinatura com desconto da Microsoft 365 E3 ou um incentivo para os retardatários migrarem.

  • Para 9 de abril de 2019

Já está definido que os PC’s com Windows 7 não receberão correções de segurança após essa data. A única forma para que isso aconteça é que tenham sido modificados para aceitar as atualizações assinadas com o algoritmo SHA-2.

Assim como outros fornecedores de software, a Microsoft “assina” digitalmente as atualizações antes de serem distribuídas pela internet. O SHA-1 (Secure Hash Algorithm 1) estreou em 1995.

Ele foi declarado como seguro uma década depois e mantido por razões de compatibilidade com versões anteriores, incluindo o Windows 7. Porém, a Microsoft quer abandonar o SHA-1 e confiar apenas no SHA-2 que é considerado mais seguro.

A empresa apresentará suporte para substituição do SHA-2 a partir das atualizações mensais em fevereiro de 2019. Esse suporte será incluído nas atualizações de março.

  • Para 9 de julho de 2019

Também está definido que empresas que usam o WSUS 3.0 (Windows Server Update Services) SP2 devem ter acionado o suporte SHA-2 até essa data. Só assim será possível continuar fornecendo atualizações aos PC’s dos funcionários.

O WSUS 3.0 SP2 foi criado em 2009. Ele foi associado ao Windows Server 2008 R2, software que tem sua aposentadoria prevista para janeiro de 2020 assim como o Windows 7.

  • Para 14 de dezembro de 2019

A Microsoft provavelmente começará a forçar uma mensagem no Windows 7 que lembre aos usuários a aposentadoria do software em 14 de janeiro de 2020. Além disso, a empresa também deve recomendar uma atualização para o Windows 10. Se a Microsoft repetir sua ação com o Windows XP, a mensagem retornará à tela no dia 14 de cada mês seguinte, a não ser que seja desabilitada pelo usuário.

  • Para 14 de janeiro de 2020

Nessa data a Microsoft entregará a última atualização de segurança gratuita para os PC’s com Windows 7. A empresa apelidou por diversas vezes o Windows 10 como o “último Windows”. Afinal, a ideia é que o software jamais seja realmente aposentado. Em vez disso, seu ciclo será estendido repetidas vezes e com novas atualizações de recursos.

 

E o que podemos esperar para depois dessa data?

  • Depois de 20 de janeiro de 2020

Já está certo que a Microsoft irá continuar criando patches de segurança para o Windows 7 mesmo após a data de aposentadoria do sistema operacional. Porém, essas correções não serão oferecidas ao público em geral e nem gratuitamente aos clientes corporativos. Em vez disso, serão vendidas o que a empresa chama de “Atualizações de segurança estendidas do Windows 7” (ESU) para organizações que executam o Windows 7 Professional ou o Windows 7 Enterprise. Mas a venda só ocorrerá se esses sistemas forem obtidos através de uma transação de licenciamento por volume.

O valor da ESU ainda não foi divulgado. Os patches serão vendidos pós-aposentadoria em incrementos de um ano ou até o início de 2023.

  • Para 13 de abril de 2021

Provavelmente a Microsoft irá retomar uma mudança feita com o Windows XP. Ela irá continuar fornecendo assinaturas de antivírus para o software Security Essentials que foi desenvolvido internamente. Caso a empresa refaça a etapa do Security Essentials com o Windows 7, ela distribuirá assinaturas do antivírus para o sistema até abril de 2021.

  • Para janeiro de 2022

É bem provável que o Chrome receberá atualizações de segurança produzidas pelo Google depois que a Microsoft parar de fazer manutenção no sistema operacional. O Chrome recebeu atualizações no Windows XP até abril de 2016, dois anos após o encerramento da Microsoft. O Google encerrou essa atualização no Windows XP quando esse sistema operacional gerava aproximadamente 12% de todos os PC´s com Windows em todo o mundo.

 

Confira o comunicado oficial da Microsoft!

 

Gostou do nosso conteúdo? Nós da EW Info estamos há mais de 15 anos no mercado sempre preparados para atender nossos clientes. Continue acompanhando a nossa página!

Ligue para a EW Informática e fale com um dos nossos especialistas para uma consultoria para sua empresa sem compromisso – (21)3203-0368.

Conheça também nossos serviços em: Antivírus – Bit Defender e Segurança da informação

Entre em contato
e saiba como a EW Info pode te atender
ewinfo@ewinfo.com.br

no responses
Matérias recentes